notíciasParaíba

MPF lança campanha de coleta de resíduos eletrônicos 0

A temida sexta-feira 13 está chegando. Esse é o slogan da primeira campanha interna de descarte de resíduos eletrônicos, que será realizada em 13 de agosto de 2010, às 9h, no pátio da Procuradoria da República na Paraíba (PR/PB). Além do material da instituição, o público interno também trará lixo eletrônico de suas residências para descarte. A campanha é uma realização da Coordenadoria de Administração da PR/PB e da empresa RCTec – Resíduos Eletrônicos que oferecerá, a cada resíduo entregue, uma muda de árvore nativa aos interessados.

A empresa RCTec foi recentemente instalada na Paraíba, com objetivo de efetuar coleta e descaracterização de resíduos eletrônicos e catalisadores automotivos, materiais que oferecem grande risco ao meio ambiente e à saúde humana, quando descartados erroneamente em lixões.

E, foi com o objetivo de oferecer aos órgãos públicos uma opção de destinação correta dos resíduos eletrônicos, que a RCTec entrou em contato com a PR/PB. Segundo Maria Carla Freitas, coordenadora de Administração, a conscientização dos servidores, membros, estagiários e terceirizados, quanto à correta destinação destes resíduos, deve ser uma tônica da administração pública. A data 13 de agosto foi escolhida pela PR/PB em razão do dia 14 de agosto ser o Dia do Controle da Poluição Industrial.

O material de descarte é monitor, mouse, CPU, teclado, notebook, celular e bateria recarregável , além de catalisador automotivo. A campanha não engloba liquidificadores, batedeiras e ventiladores, por exemplo.

Etapas do trabalho

Três etapas compõem o trabalho da empresa parceira: coleta, descaracterização e destinação correta dos componentes de aparelhos eletrônicos. Em seguida, depois de um trabalho minucioso de descaracterização, os componentes (por volta de 94%) são remetidos para empresas altamente qualificadas e certificadas, onde é feita de maneira correta a reciclagem de cada material, sendo expedido certificado para o lote reciclado.

Assim, a placa do circuito impresso é enviada para fora do Brasil, já que no país não existem empresas especializadas nesse tipo de reciclagem.

Lei de resíduos sólidos

Em 2 de agosto de 2010 foi sancionada a Lei nº 12.305, que cria a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, com o objetivo de incentivar a reciclagem de lixo e o correto manejo de produtos usados com alto potencial de contaminação.

Entre as novidades na nova lei está a criação da logística reversa, que obriga os fabricantes, distribuidores e vendedores a recolher embalagens usadas. A medida vale para materiais agrotóxicos, pilhas, baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas e eletroeletrônicos. A legislação também determina que as pessoas façam a separação doméstico nas cidades onde há coleta seletiva.

A nova lei estabelece a responsabilidade compartilhada entre a sociedade, empresas, governos estaduais, a União e prefeituras no manejo correto do lixo. Ela também proíbe a criação de lixões onde os resíduos são lançados a céu aberto.

» Com informações do site www.ambientebrasil.com.br 

Portal MPF-PB

imprimir

Comentário indisponível

Em respeito à Legislação Eleitoral estamos removendo temporariamente o espaço reservado aos comentários dos internautas. Estaremos retomando esta interatividade tão logo cesse o período de vedações previstas em Lei.