notíciasTelevisão

Sexo picante paralisa Big Brother argentino

r7 com agências internacionais
Sexo picante paralisa Big Brother argentino

"Caliente". Esta foi a descrição utilizada pelo importante jornal argentino Clarín sobre as cenas vistas na quarta-feira (18) no Gran Hermano - equivalente portenho do Big Brother Brasil. De acordo com o periódico, as imagens mostrando um casal de participantes praticando sexo foram ao vivo, explícitas e repetitivas.

Diferente do caso brasileiro, não houve indícios de que as bebidas alcoólicas interferiram na conquista. Ezequiel Tramannoni, de 23 anos e Victoria Irouleguy, de 18 anos, não seguraram o desejo juvenil e com o consentimento de ambos, protagonizaram cenas fortes de sexo para mais de 1 milhão de espectadores.

Os dois pombinhos já são tratados como a "pareja más hot" (em portugês, casal mais sexy) de todas as edições do programa. O caloroso encontro começou na noite de terça-feira (17), seguiu pela madrugada de quarta e relegou as outras atividades da casa ao segundo plano.

A direção do Gran Hermano contabilizou nada menos que dez relações sexuais entre as idas e vindas do casal durante todo o ciclo. O encontro foi facilitado pela produção, que permitiu aos dois ficarem sozinhos em uma das partes da casa. Com isso, apesar das câmeras, a dupla se sentiu a vontade e protagonizou a cena erótica na cama, debaixo do edredom, sem edredom, no chuveiro e na jacuzzi.

Ao final da experiência, uma das colegas de Victoria questionou sobre a noite anterior. Sem titubear, ela respondeu:


-Divina.

imprimir

comentários