Televisão

Episódio interativo 'Black Mirror: Bandersnatch' conta com até cinco finais diferentes

Com as variações, o filme pode ser concluído em 40 minutos, ou durar até uma hora e meia

Por

O filme interativo Black Mirror: Bandersnatch estreou na Netflix nesta sexta-feira (28), e conta com cinco finais diferentes e múltiplas possibilidades para o espectador.

O espectador pode decidir os rumos da história em pontos-chave da trama, que vão alterando o desenrolar e o final da história.

De acordo com os criadores da série, em entrevista a Variety, todas as escolhas — mesmo aquelas que não parecem importantes, como escolher qual cereal o protagonista vai comer no começo do episódio — influenciam a duração e o final da história.

Com as variações, o filme pode ser concluído em 40 minutos, ou durar até uma hora e meia.

"Enquanto adapta um romance de fantasia para videogame em 1984, um jovem programador começa a questionar o próprio conceito de realidade e acaba enfrentando um desafio alucinante. Bem-vindo de volta", diz a sinopse de Black Mirror: Bandersnatch, chamada pela Netflix de "um evento Black Mirror".

É interessante ressaltar que "Bandersnatch" é o nome de um videogame que aparece em Versão de Testes, episódio da terceira temporada da série. Além disso, "Bandersnatch" também foi o nome de um videogame desenvolvido na vida real pela Imagine Software, em 1984. O projeto, no entanto, nunca saiu do papel ou foi lançado ao público.

Fionn Whitehead (Dunkirk), Will Poulter (O Regresso) e Asim Chaudhry (People Just Do Nothing) serão o trio protagonista. 

Segundo o The Independent, David Slade, diretor do episódio Metalhead, da quarta temporada de Black Mirror e que também trabalhou em Breaking Bad e American Gods, será o diretor.

Suporte

Nem todos os dispositivos possuem suporte a esse tipo de interatividade, no entanto. Se você assiste a Netflix por meio de uma Apple TV ou um Chromecast, por exemplo, você não conseguirá reproduzir o episódio porque não é possível enviar os comandos para definir os caminhos que a história seguirá. O problema também vai afetar smart TVs antigas, que não tenham o aplicativo devidamente atualizado.

A Netflix está entrando em contato com usuários que tentam dar o play em “Black Mirror: Bandersnatch” em dispositivos não-suportados explicando o motivo de não conseguirem executarem o conteúdo. A mensagem avisa se o usuário tem outro dispositivo vinculado à sua conta, recomendando que ele tente em outro aparelho.

Além disso, ao contrário da maior parte do conteúdo original da Netflix, também não é possível baixar o conteúdo para assistir offline quando você preferir. Será necessário manter uma conexão estável com a internet para assistir.

Assim, para assistir ao novo conteúdo da Netflix, é preciso se conectar através de smartTVs atualizadas, dispositivos iOS ou Android com a última versão do app, consoles de videogame, ou navegadores web.

Os dispositivos que suportam a interatividade exigida contam com um símbolo vermelho e branco, como você pode conferir na imagem abaixo.

Acompanhe mais notícias do ClickPB nas redes sociais:
 FacebookTwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a redação do ClickPB: 
Telefone: (83) 99624-4847
WhatsApp: (83) 99624-4847
E-mail: redacao@clickpb.com.br


Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Syfy vai produzir série solo do Lobo

Divulgado novo trailer de Frozen 2

Última temporada de 'Jessica Jones' ganha trailer e pôster

Divulgado trailer da terceira temporada de 'La Casa de Papel'