UFC

Amanda cita ‘respeito’ por Cyborg e fala sobre vitória: ‘Plano era deixar ela louca’

Amanda Nunes, que já era campeã dos galos, faturou o cinturão dos penas ao nocautear Cris Cyborg no UFC 232.

Por

A noite do último sábado (29) ficará marcada para sempre na memória do fã de MMA, em especial da “Leoa”. Amanda Nunes, que já era campeã dos galos, faturou o cinturão dos penas ao nocautear Cris Cyborg no UFC 232. Após a luta, em coletiva de imprensa, a baiana disse que a sua estratégia era deixar a compatriota “louca” dentro do octógono.

“O momento chave da luta foi quando ela conectou os primeiros golpes. Eu me surpreendi, mas eu treinei para esperar aquela agressividade, aquele soco forte. Ela é forte, poderosa, eu respeito muito a Cris. Ela vem para decidir a luta, então você tem que estar esperando. Quando ela conectou, eu senti e pensei: vou colocar minha estratégia aqui que nada vai me parar. Se o melhor soco dela não me parou, nada vai me parar agora. Meus treinadores tinham me dito que quando eu acertasse a primeira, ela ia ficar louca, ia partir para cima tentando ‘me matar’. Esse foi o plano, deixar a Cris louca e acertar o cruzado por cima do jab. Eu estava preparada para absorver e atacar rápido”, apontou a campeã brasileira.

A respeito de um novo desafio no UFC, Amanda disse que ainda é cedo para pensar nisso. A brasileira, que igualou os feitos de Conor McGregor e Daniel Cormier de ter dois cinturões simultâneos, afirmou que entrou para a história e é a “maior de todos os tempos”.

“Eu acho que eu vou lutar com o Cormier agora! Tô brincando (risos)! Vamos ver daqui para frente. Essa noite é minha, não vou chamar ninguém, nem vou desafiar ninguém. Hoje não quero pensar em futuro. É o momento pelo qual esperei por toda minha vida, gosto de fazer história. E hoje fiz de novo: provei para mim e para todos que eu sou a melhor do mundo, a melhor de todos os tempos. Eu entrei para a história”, disse Amanda, que revelou seu respeito por Cyborg, principalmente por tudo o que ela fez pela divisão.

“Eu sei que algumas pessoas vão estar triste pela Cris, mas faz parte do show: alguém tem que vencer, alguém tem que perder. E hoje eu ganhei. Ali no octógono falei com ela que a respeito muito por tudo que ela fez para a categoria”, encerrou a campeã dupla do UFC.



Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Jorge Masvidal aplica nocaute espetacular em Darren Till no UFC Londres

Ronda ameaça não cumprir contrato com a WWE caso Cris Cyborg seja contratada, afirma site

Bem após cirurgia, Usman garante voltar logo e diz: ‘Vou dar uma surra em vocês sabem quem’

Sob holofotes, Conor McGregor deixa a prisão nos Estados Unidos