MMA

Amanda Nunes brilha e leva três prêmios no Oscar do MMA

Brasileiras fazem bonito na maior premiação do esporte no mundo e conquistam todos os troféus do país na noite. Wanderlei Silva recebe prêmio em homenagem à sua carreira.

Por

A noite foi de Amanda Nunes. Se faltava algum incentivo para a lutadora encarar Holly Holm no co-evento principal do UFC 239, no próximo sábado, agora não falta mais. A brasileira, atual campeã peso-galo e peso-pena do UFC, foi a grande estrela da 11ª edição do Oscar do MMA, realizado na última quarta-feira, em Las Vegas (EUA). Indicada a três prêmios (lutadora do ano, nocaute do ano e surpresa do ano), a "Leoa" levou todos os três troféus para casa, sendo a maior premiada do evento. Outra brasileira, Jhenny Andrade, recebeu pela terceira vez consecutiva o prêmio de "Ring girl do ano" - já havia sido a vencedora em 2016 e 2017 (o prêmio é relativo ao ano de 2018). Ao todo, o Brasil recebeu 10 indicações.

Além de Amanda Nunes e Jhenny Andrade, outro nome brasileiro foi destaque no "Oscar do MMA": Wanderlei Silva, que subiu ao palco acompanhado do seu filho, Thor, foi homenageado pelo evento com um troféu pela carreira. O "Cachorro Louco" teve sua grande fase atuando pelo Pride, evento no qual foi campeão dos pesos-médios e do GP dos pesos-médios, e no UFC conseguiu destaque pelas grandes lutas que fez contra Vitor Belfort, Tito Ortiz e Brian Stann, entre outras.

Confira todos vencedores do Oscar do MMA em 2019:               

Lutador do ano: Daniel Cormier
Lutadora do ano: Amanda Nunes
Revelação do ano: Israel Adesanya
Lutador internacional do ano: Aung La Nsang
Luta do ano: Tony Ferguson x Anthony Pettis (UFC 229)
Nocaute do ano: Amanda Nunes x Cris Cyborg (UFC 232)
Finalização do ano: Zabit Magomedsharipov x Brandon Davis (UFC 228)
Reviravolta do ano: Angela Lee
Surpresa do ano: Amanda Nunes x Cris Cyborg (UFC 232)
Treinador do ano: Mike Brown
Academia do ano: ATT
Árbitro do ano: Herb Dean
Ring girl do ano: Jhenny Andrade
Executivo do ano: Dana White
Melhor evento: UFC
Comentarista do ano: Daniel Cormier
Veículo de imprensa do ano: MMA Fighting
Jornalista do ano: Ariel Helwani


Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Gabi Garcia responde desafio feito por campeã do Bellator: ‘Se quiser, podemos lutar amanhã’

John Allan vibra com vitória em sua estreia no UFC: "Me deixaram chegar, agora aguenta!"

Trêmula e com cara de dor, Aspen Ladd sofre muito para bater o peso no UFC Sacramento

De volta ao MMA, Urijah Faber cita treino "premonitório" com Henry Cejudo há 10 anos