UFC

Após finalizar no primeiro round, Anderson Berinja pede vaga no card de McGregor x Poirier

Brasileiro, que finalizou Martin Day no sábado, no UFC Smith x Clark, mira combate para a Ilha da Luta, em janeiro, e revela sonho de, futuramente, enfrentar Frankie Edgar.

Por

Ameaçado de demissão após duas derrotas consecutivas, Anderson Berinja ganhou sobrevida no Ultimate ao finalizar Martin Day, sábado, no UFC Smith x Clark, realizado em Las Vegas (EUA). O brasileiro conquistou sua primeira vitória na organização ao pegar o adversário na guilhotina aos 4m35s do round inicial.

Empolgado por faturar o resultado mais importante de sua carreira, Anderson Berinja pediu para retornar ao octógono no UFC 257, dia 23 de janeiro, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, no card liderado por Conor McGregor e Dustin Poirier.

- Eu quero lutar na próxima semana (risos), próximo mês, estou pronto para correr atrás do tempo que perdi. O tempo vai passando, financeiramente é muito ruim ficar um ano e meio sem lutar. No mais tardar, quero lutar em janeiro. Se o Dana White me der essa oportunidade, quero lutar na Ilha da Luta, no card de Conor McGregor x Poirier - pediu o brasileiro, reforçando que estava confiante no seu poder de finalização.

- Eu treinei muito para esse momento, sabia que conseguiria a finalização, só não sabia o round. Treinei operado com tipoia no braço, peguei coronavírus, me recuperei e voltei a treinar. Sabia que essa noite era minha, não ia deixar a oportunidade passar. Vim para finalizar. Não sabia que seria na guilhotina, mas ele deixou o pescoço para um faixa-preta, então com certeza isso iria acontecer.

Anderson Berinja citou Urijah Faber e Jack Shore como adversários que gostaria de enfrentar - o segundo, aliás, seria seu oponente em julho deste ano, porém, o coronavírus forçou o atleta canarinho a abandonar o confronto. Um terceiro nome foi levantado por Berinja, mas este é um sonho que ele espera realizar daqui a algumas vitórias.

- Não escolho nome. Estou treinado no chão e para trocar porrada em pé. Quem o UFC quiser me dar, estou pronto. Pode ser o Jack Shore, o Urijah Faber.... Meu sonho é lutar contra... Não estou desafiando ele agora, jamais, eu acabei de chegar, esta foi minha primeira vitória... A minha vontade é, nesta minha trajetória, lutar contra o Frankie Edgar. Vai ser uma honra para mim.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Warlley Alves e primo de Khabib levam bônus de "Performance da Noite" no UFC: Chiesa x Magny

Conor McGregor provoca Khabib e dispara: "Está com medo de lutar comigo"

Carlos Boi minimiza poder de nocaute de Justin Tafa: "É um jogo fácil de mapear"

Evento principal do UFC, Calvin Kattar é dono de organização de MMA e apaixonado pelo Brasil