UFC

Barboza analisa luta com Khabib: "Estou pronto para ser campeão do UFC"

Brasileiro está confiante de que irá encerrar invencibilidade do atleta russo no duelo do dia 30 de dezembro: "Estou treinando demais, sei que agora é a minha hora"

Por

Terceiro colocado no ranking peso-leve do Ultimate, Edson Barboza enfrenta o dono da segunda posição, Khabib Nurmagomedov, na co-luta principal do UFC 219, que acontece no dia 30 de dezembro, em Las Vegas, EUA.

O brasileiro vem de três vitórias consecutivas, sobre Beneil Dariush, Gilbert Melendez e Anthony Pettis, e quer aproveitar o bom momento para impor a primeira derrota da carreira de Nurmagomedov (invicto há 24 lutas)- e, de quebra, garantir a chance de disputar o cinturão da divisão.

- Vocês podem esperar o melhor Edson Barboza que já pisou no octógono. Estou treinando demais, sei que agora é a minha hora, estou pronto para ser campeão do UFC e vocês vão ver - declarou em entrevista ao Combate.com.

Barboza, que é de Niterói (RJ), mas vive em Nova Jérsey (EUA) com a família, disse não se importar com o fato de Conor McGregor, campeão linear da categoria, não ter defendido o título desde que o tomou de Eddie Alvarez, seu companheiro de time, em novembro do ano passado.

- Eu sou o número três e, pra mim, o campeão é o Tony Ferguson. Sempre deixo isso muito claro, independente do McGregor voltar… Não sei se ele vai voltar ou não vai voltar, e não quero saber. Só espero que o vencedor da próxima luta entre eu e o Khabib - e espero que seja eu - tenha a chance de lutar pelo cinturão contra o Ferguson - completa.

Durante o bate-papo, Edson também analisou uma possível revanche contra "El Cucuy", além de falar sobre o futuro da divisão. 

Confira a entrevista:               

Por que queria tanto a luta com o Nurmagomedov?

Eu queria lutar com um cara que me colocasse perto do cinturão. E ele estava mais perto do que eu ali, ele queria lutar também esse ano. E eu pensei: “Cara, só pode ser eu e ele”. Não tinha outra opção ali. Acho que não fazia muito sentido ele pegar outra luta se não fosse essa, como também não faz sentido eu pegar outra luta se não fosse essa. Então eu acho que casou na hora certa.

Como você analisa o jogo do Khabib?

Como todos os meus adversários, ele (Khabib) é só mais um adversário. Sinceramente, eu não gasto muito o meu tempo pensando no que ele é forte, no que ele é fraco. O foco também é esse para os treinadores, passando pra mim que sempre, principalmente nessas últimas lutas, pra eu focar em mim, no meu 100%. Eu tenho certeza que vou ganhar essa luta, e acho que eu sei o que eu tenho que fazer.

Ele não luta desde novembro do ano passado e já passou por problemas pra bater o peso, cancelando uma luta contra o Ferguson pelo cinturão interino. Tem alguma preocupação com o fat de ele não bater o peso?

Não, com certeza não. Como eu falei, estou preocupado com o meu, espero chegar lá bem, saudável, pra bater o peso. E ele também. Ele é um atleta profissional, então imagino que ocorra tudo bem no camp dele e que ele possa bater o peso bem. Vamos fazer uma grande luta.

Algum chute especial sendo treinado pra essa luta?

A gente sempre tenta ter algumas cartas na manga, então fiquem preparados, pode acontecer qualquer coisa. 

O Khabib chegou a mandar uma carinha feliz pro Ferguson há um tempo atrás, dando a entender que poderia de repente lutar com ele pelo cinturão interino. Chegou a passar pela sua cabeça que isso pudesse ser mais do que uma brincadeira?

Não me importo não, eu tenho um contrato assinado para lutar contra ele, então eu não vi, o pessoal que viu…fizeram perguntas sobre isso, mas não tenho nem o que falar. Eu sei que estou treinando pra lutar no dia 30.

Como vê a divisão, agora que o Conor McGregor enfrentou o Floyd Mayweather e há rumores de que ele nunca mais volte a lutar?

Eu sou o número três e, pra mim, o campeão é o Tony Ferguson. Sempre deixo isso muito claro, independente do McGregor voltar…Não sei se ele vai voltar ou não vai voltar, e não quero saber. Só espero que o vencedor da próxima luta entre eu e o Khabib - e espero que seja eu -tenha a chance de lutar pelo cinturão contra o Ferguson.

Como analisa o Ferguson como campeão e como você acha que uma segunda luta entre vocês seria diferente da primeira?

O Ferguson é um grande lutador e está vindo de grandes vitórias, mas o que seria diferente é que eu seria vencedor dessa luta. Tenho certeza que se me dessem a chance de eu treinar um camp inteiro para essa luta, tivesse a chance de me preparar um camp inteiro para essa luta, sem aquele chute que ele me deu no começo da luta, tenho certeza de que o resultado seria diferente.

O que a torcida brasileira pode esperar do Edson Barboza no dia 30 de dezembro?

Vocês podem esperar o melhor Edson Barboza que já pisou no octógono. Estou treinando demais, sei que agora é a minha hora, estou pronto para ser campeão do UFC e vocês vão ver.

UFC 219                     
30 de dezembro, em Las Vegas (EUA)
CARD DO EVENTO (até o momento):
Peso-pena: Cris Cyborg x Holly Holm
Peso-leve: Khabib Nurmagomedov x Edson Barboza
Peso-galo: Jimmie Rivera x John Lineker
Peso-palha: Cynthia Calvillo x Carla Esparza
Peso-meio-médio: Carlos Condit x Neil Magny
Peso-meio-pesado: Khalil Rountree x Michal Oleksiejczuk
Peso-pena: Myles Jury x Rick Glenn
Peso-mosca: Louis Smolka x Matheus Nicolau
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Emil Meek
Peso-leve: Dan Hooker x Marc Diakiese
Peso-meio-médio: Abdul Razak Alhassan x Sabah Homasi
Peso-meio-médio: Marvin Vettori x Omari Akhmedov



Fonte: Portal Combate

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Miocic rebate declaração de Ngannou: "Tenho medo da minha esposa, não dele"

De volta no UFC 220, Tibau teve "piores anos da vida" com suspensão por doping

Cormier aprova possível luta com Glover, e adverte Oezdemir: "Não é a hora dele"

Jeremy Stephens nocauteia Doo Ho Choi no UFC St. Louis e desafia Brian Ortega