UFC

Blaydes explica desafios a Miocic e Gane: "Uma vitória me colocaria como próximo desafiante"

Americano nocauteou Chris Daukaus no UFC do último sábado e quer enfrentar um dos dois primeiros colocados do ranking dos pesos-pesados.

Por

Curtis Blaydes nocauteou Chris Daukaus na luta principal do UFC do último sábado, em Columbus, nos Estados Unidos. Após a vitória, o peso-pesado deixou bem claro que gostaria de enfrentar, em sua próxima luta, Stipe Miocic ou Ciryl Gane, em disputa que poderia deixá-lo perto de um title-shot.

Na entrevista coletiva após o evento, Blaydes ressaltou seu desejo de enfrentar um dos dois, mas disse que não tem preferência entre eles.

- Vejo ambos como a mesma oportunidade. Uma vitória sobre Gane, que estava em uma ótima sequência, que estava disputando o título, uma vitória sobre ele me colocaria como o próximo desafiante. A mesma coisa com Stipe. Ele é o GOAT (maior de todos os tempos), na minha opinião. Ele é o GOAT da divisão dos pesos-pesados.

Ele merecia uma revanche pelo título há algum tempo, mas se ele desejar se arriscar contra mim e eu vencê-lo, é a mesma coisa para mim. Um title-shot seria o próximo passo pra mim depois de vencer Gane ou Stipe.

Blaydes confessou que apenas um detalhe faria a diferença nessa escolha para enfrentar Miocic, demonstrando seu respeito pelo ex-campeão.

- Acredito que ele é o GOAT. Então, uma vitória sobre ele, seria essa diferença, vencer Stipe ou Gane valeria um title-shot, mas vencer Stipe pesaria mais historicamente, porque todo mundo sabe o que Stipe fez. Eles conhecem o currículo dele. Então, esta é a única diferença. Tê-lo no currículo seria enorme.

Com Ngannou fora de ação, Blaydes parece determinado a enfrentar Miocic ou Gane. O americano garante que não subirá ao octógono contra outros lutadores apenas para se manter ativo, e que deseja enfrentar alguém que possa colocá-lo mais perto de uma disputa pelo cinturão.

- Não estou com pressa. Não estou quebrado e eu quero o que quero. Não quero lutar com outros caras só por lutar. Estou tentando chegar ao cinturão, então quem quer que seja, qualquer caminho que eu tenha que tomar para chegar lá mais rápido, é a rota que eu quero. 

Eu tenho uma rota pré-determinada, quem eu acredito que vai me fazer chegar lá mais rápido, e agora eu acredito que seria Gane, mas pode ser Stipe. Se for o Stipe, eu pego o Stipe. Não tenho dúvidas na minha cabeça (que serei o campeão), por isso nunca tive pressa. Eu sabia que chegaria lá. Tenho apenas 31 anos. Vou estar aqui. Tenho mais oito anos. Esse cinturão vai ser meu.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Thiago Moisés explica emoção após vitória: "Vinha de duas derrotas"

Após inatividade, Natália Silva mostra alívio com estreia no UFC: "Achei que poderia nem voltar"

Com recorde de bilheteria, presidente do UFC abre o bolso e premia todos os lutadores que nocautearam

Karine Silva e Lucas Almeida faturam bônus de mais de R$ 238 mil logo na estreia no UFC