UFC

Cowboy é procurado pela polícia após agredir ex-esposa no RJ, segundo delegado

Segundo a publicação, a ex-esposa levou o filho para visitar o lutador. No entanto, ao chegar ao local, ela se deparou com Cowboy exaltado e querendo pilotar a moto com o bebê.

Por

O lutador do UFC Alex Cowboy está sendo procurado pela Polícia Civil e Militar do Rio de Janeiro, como divulgou o portal de notícias G1. Segundo o delegado André Luiz Pinto Lourenço, titular da 108ª DP de Três Rios, no interior do estado, o atleta teria agredido a ex-esposa e na fuga levou o filho de apenas cinco meses em uma motocicleta neste sábado (25). Relatos de testemunhas contam que o lutador estava bêbado. Cowboy liberou a criança horas depois na casa da sua irmã.

Segundo a publicação, a ex-esposa levou o filho para visitar o lutador. No entanto, ao chegar ao local, ela se deparou com Cowboy exaltado e querendo pilotar a moto com o bebê. Ela não deixou, foi então que o atleta do Ultimate deu socos, puxou o cabelo e ainda quebrou o vidro de uma residência, segundo o depoimento da mulher.

“Ela não deixou (ele sair com a criança), conseguindo pegar a chave da motocicleta. Os dois discutiram. Alex então teria agredido a mulher com socos. Mesmo assim, ela conseguiu correr até um quarto e trancar a porta. Alex arrombou a porta e voltou a agredir a esposa. Conseguiu pegar a chave da moto e o bebê. Deixou o local na motocicleta, levando o bebê”, disse o delegado ao G1.

Na madrugada deste sábado, por volta de 5h30, Cowboy discutiu com um segurança em uma festa. De acordo com a publicação, os dois já tiveram desavenças no passado. O atleta do UFC fez ameaças e esteve próximo de partir para a agressão, mas foi contido. Segundo o delegado, Alex será autuado em quatro crimes: lesão corporal, injúria, ameaça e também o fato de colocar a vida de uma criança em risco. Caso seja condenado, pode pegar até quatro anos de prisão.

No UFC, Cowboy vem de duas derrotas seguidas para Gunnar Nelson, em dezembro de 2019, e Mike Perry, no fim de abril, no UFC Fort Lauderdale, na Flórida (EUA). Na carreira, o brasileiro tem 19 vitórias, sete derrotas, dois “No Contest” e um empate.


Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Diferença de altura chama atenção em encarada entre Jones e Marreta

Zumbi Coreano vence Moicano em ‘noite ruim’ para brasileiros no UFC Greenville

Lutador do Bellator, Patricky tem acerto encaminhado para disputar GP do Rizin

Brasileiro deixa card e é substituído por ‘algoz’ de Thiago Marreta no UFC Greenvile