UFC

Desafeto de Khabib, McGregor elogia atuação do russo e comenta aposentadoria: "Respeito"

Ex-campeão de duas categorias do Ultimate dá condolências a Nurmagomedov por perda do pai e elogia vitória por finalização do rival no UFC 254, sobre Justin Gaethje: "Boa performance".

Por

Khabib Nurmagomedov venceu Justin Gaethje por finalização no segundo round, sábado, no UFC 254, em Abu Dhabi (EAU), unificando os cinturões do peso-leve e anunciou sua aposentadoria do MMA. E a notícia surpreendente não tardou a ser comentada por Conor McGregor, rival do russo e que se envolveu em uma briga generalizada com ele, em 2018, no UFC 229, em Las Vegas (EUA).

Em sua conta no Twitter, Conor McGregor falou em respeito ao tratar da aposentadoria do invicto Khabib e elogiou sua performance na vitória contra Gaethje, a 29ª da carreira.

- Boa performance, Khabib. Eu vou continuar. (Meu) respeito e condolências pelo seu pai outra vez. Para você e sua família. Com os melhores cumprimentos, os McGregor.

Khabib Nurmagomedov perdeu o pai em julho deste ano. Abdulmanap, de 57 anos, era o principal entusiasta da carreira do filho e o treinava desde pequeno. O campeão dos leves, que enfileirou todos os adversários enfrentados desde 2008, quando estreou no MMA, afirmou em discurso emocionado no octógono, sábado, que prometeu à mãe "pendurar as luvas", pois não havia mais sentido dar continuidade à carreira sem a presença do patriarca ao seu lado.

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaques

ver blog →

"Quem vende mais ingressos recebe o title-shot", diz Derrick Lewis antes de luta contra Blaydes

Curtis Blaydes menospreza Derrick Lewis: "Ele é previsível, só tem um golpe"

Deiveson Figueiredo revela mágoa com Brandon Moreno: "Não vejo nível nele. Vou nocautear"

Maurício Shogun prega respeito a Paul Craig, e garante: “Nunca estive tão bem no UFC”