UFC

‘Nunca mais’: empresário revela que Fabrício Werdum não luta novamente pelo UFC

Fabrício foi suspenso em maio do ano passado após testar positivo para a substância trembolona, só podendo retornar ao Ultimate em 2020.

Por

Fabrício Werdum não deve lutar novamente no UFC. Pelo menos é o que diz Ali Abdelaziz, empresário do brasileiro. Em recente entrevista ao site MMA Fighting, Ali citou que após a suspensão de dois anos imposta pela USADA, o ex-campeão dos pesados deve seguir seu rumo em outra organização, provavelmente na Rússia.

“A próxima luta do Fabrício Werdum deve ser na Rússia. A USADA precisa fazer o que eles fazem. Fabrício tem família, tem crianças, e ele tem que fazer o que precisa fazer, porque a USADA é um sistema quebrado. No final do dia, sei que o UFC está com a USADA, mas acredito que eles machucam o UFC, não ajudam”, disse Abdelaziz.

Fabrício foi suspenso em maio do ano passado após testar positivo para a substância trembolona, só podendo retornar ao Ultimate em 2020. O empresário criticou a USADA pelo procedimento e defendeu outros lutadores que recentemente testaram positivo em exames, como Frank Mir e Tom Lawlor, e citando que a agência foi mais leve quando o mesmo procedimento aconteceu com o campeão meio-pesado Jon Jones.

“Acho que acabou. Vocês nunca mais verão Werdum no UFC. Eles precisam fazer o que fazem, mas o Fabrício tem que fazer o necessário pela família dele. Sei que o Dana é duro, mas esses caras tem coração. Eles entendem que é a única fonte de renda deles. O Fabrício tem 41 anos, depois que a suspensão acabar, ele terá 43. O que ele irá fazer? Se abrirem uma liga de veteranos, esperamos, mas o Werdum não trapaceou, entende? O quão estúpido você seria por trapacear aos 41 anos? Não acho que o Frank Mir trapaceou, não acho que o Tom Lawlor trapaceou. Acho que esses caras foram pegos pela mesma coisa que o Jon Jones foi, e seguem dando tapas na mão dele”, finalizou

Fonte: Tatame.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

TJ Dillashaw quebra o silêncio sobre doping, revela motivo e diz: ‘Eu trapaceei e fui pego’

Lyoto encaixa duas joelhadas voadoras e abre caminho para nocaute sobre Chael Sonnen

Com cinturão em jogo, Neiman luta para fazer história no Bellator

Bate-Estaca defenderá título do UFC pela primeira vez com Weili Zhang