UFC

Sem pressão por lutar em casa, Weili Zhang garante ter antídoto para quedas de Jéssica Bate-Estaca

Com a possibilidade de ser a primeira atleta chinesa campeã do UFC, peso-palha respeita a brasileira dona do título, mas, invicta em 19 lutas, se vê com boas chances pelo cinturão.

Por

Weili Zhang não perde desde 2013, quando fez sua estreia no MMA. E no próximo sábado, no UFC Shenzhen, tem chance de fazer história. Desafiante pelo cinturão peso-palha (até 52kg) de Jéssica Bate-Estaca, Zhang pode se tornar o primeiro atleta da China a conquistar a cinta do Ultimate. Lutando em casa, com torcida ao seu lado, ela garante que não perde o foco e não sente a pressão. E diz mais. Mesmo escondendo o jogo, promete ter o antídoto para tirar da brasileira o domínio da categoria.

- Agradeço a Andrade por vir até a China para lutar comigo. Lutar em casa vai ser especial. Terei o suporte dos fãs chineses, família, de todos na China. Mas não sinto a pressão extra por lutar em casa, por ter a possibilidade de ser a primeira chinesa campeã. Quem traz a pressão é o próprio lutador, isso é emocional, e eu não deixo isso chegar até mim. Só preciso ajustar minhas emoções. No meu camp, trabalhei meu foco e minha técnica. Então, só preciso subir lá no octógono e fazer o melhor - garante Zhang.

Brincalhona, ela tentou repetir o nome de Jéssica Bate-Estaca. Não conseguiu muito bem, mas deu bastante risada ao lado dos técnicos chineses. Contudo, falou sério quando perguntada sobre sua experiência no UFC, com apenas três lutas e já disputando um cinturão. Vale lembrar que a chinesa vem de 19 vitórias na carreira.

- Acredito que merecia a chance do cinturão por conta do meu cartel até aqui. Lutei em diferentes eventos, no Reino Unido, enfim, com vários lutadoras diferentes, experiências diferentes, de diversas especialidades. Todas muito bem preparadas. A razão pelo qual assinei com o UFC foi para disputar o cinturão, e não apenas para me divertir aqui. É para isso que vim - cita a chinesa.

Jéssica Bate-Estaca venceu a então campeã Rose Namajunas em maio deste ano, usando um de seus principais golpes. A queda fez com que a rival perdesse os sentidos e o combate. Weili Zhang sabe das qualidades da brasileira, mas se diz pronta e com o antídoto para tudo que ela apresentar.

- Estou confiante para essa luta. É tranquilo para mim lidar com as qualidades da Jéssica. Estou muito preparada para toda as situações que podem acontecer nesse combate. Inclusive para o "bate-estaca" dela. Vi o que Rose apresentou na última luta contra a Jéssica e sei o que não devo fazer. Vou tentar não repetir os mesmos erros dela e sair vencedora - espera Zhang.

UFC Shenzhen            
31 de agosto, na China
CARD PRINCIPAL (7h, horário de Brasília):           
Peso-palha: Jéssica Bate-Estaca x Weili Zhang
Peso-meio-médio: Li Jingliang x Elizeu Capoeira
Peso-mosca: Mark de la Rosa x Kai Kara-France
Peso-pena: Zhenhong Lu x Movsar Evloev
Peso-mosca: Wu Yanan x Mizuki Inoue
CARD PRELIMINAR (4h, horário de Brasília):           
Peso-meio-médio: Kenan Song x Derrick Krantz
Peso-médio: Anthony Hernandez x Jun Yong Park
Peso-galo: Andre Soukhamthath x Su Mudaerji
Peso-meio-pesado: Da Un Jung x Khadis Ibragimov
Peso-leve: Damir Ismagulov x Thiago Moisés
Peso-galo: Karol Rosa x Lara Procópio
Peso-galo: Batgerel Danaa x Heili Alateng

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Stephen Thompson prega respeito ao brasileiro Vicente Luque: "Não se pode subestimá-lo"

Escalado para lutar em Wembley, Luis Henrique KLB garante: "Vou finalizar no segundo round"

Colby Covington reclama de "bolsa de desafiante" oferecida pelo UFC: "Sou o campeão, não perdi"

Khabib Nurmagomedov finaliza Poirier e unifica títulos dos leves no UFC 242