UFC

Yair Rodriguez x Jeremy Stephens é remarcada para UFC Boston

Após frustração da dedada acidental de Rodriguez nos olhos de Stephens na Cidade do México, pesos-penas se reencontram no dia 18 de outubro.

Por

Depois de um combate frustrante no UFC México, Jeremy Stephens e Yair Rodriguez terão a chance de ficar frente a frente novamente. O presidente do UFC Dana White confirmou à ESPN americana que o duelo será o co-evento principal do UFC Boston, agendado para o dia 18 de outubro.

Protagonistas de uma das maiores decepções do ano no Ultimate - a suspensão em apenas 15 segundos da luta por conta de uma dedada involuntária do mexicano nos olhos do americano - os lutadores continuaram a se provocar fora do octógono.

Rodriguez deu declarações insinuando que Stephens poderia ter "fingido" a gravidade da lesão na coletiva de imprensa do evento. Diretamente do hospital, com um tapa-olho e óculos escuros, o americano pediu para que a luta fosse remarcada assim que possível. Os dois ainda tiveram uma discussão um pouco mais forte no saguão do hotel em que estavam hospedados na capital mexicana.

UFC Boston              
18 de outubro, em Massachusetts (EUA)
CARD DO EVENTO (até o momento):            
Peso-meio-pesado: Dominick Reyes x Chris Weidman
Peso-mosca: Maycee Barber x Gillian Robertson
Peso-médio: Eric Spicely x Brendan Allen
Peso-médio: Deron Winn x Darren Stewart
Peso-pesado: Daniel Spitz x Tanner Boser
Peso-galo: Randy Costa x Boston Salmon
Peso-mosca: Molly McCann x Diana Belbita
Peso-meio-médio: Court McGee x Sean Brady
Peso-pena: Kyle Bochniak x Sean Woodson
Peso-leve: Joe Lauzon x Jonathan Pearce
Peso-pena: Charles Rosa x Manny Bermudez
Peso-pesado: Greg Hardy x Ben Sosoli
Peso-pena: Yair Rodriguez x Jeremy Stephens

Fonte: Combate.com

Comentários (0)

Comentar

Destaques

ver blog →

Wanderlei Silva conta ter aceitado R$ 54 mi para enfrentar Mike Tyson: "Só não sai se ele não quiser"

Conor McGregor lista maiores da história do MMA e coloca Anderson Silva em primeiro lugar

Infeliz com recusa do UFC em pagar mais por superluta contra Ngannou, Jon Jones sinaliza pausa

Jéssica Bate-Estaca revela sonho de ser embaixadora do UFC no Brasil e mudança para Estados Unidos