Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Rui Costa

Após determinação de governador, PGE abre processo contra paciente que veio com coronavírus para sul da BA

Segundo Rui Costa, paciente fez exames em hospital de SP, onde foi confirmada contaminação. Governador afirmou que atitude foi irresponsável.

Governador da Bahia, Rui Costa. (Foto: Reprodução/Google)

Por

Após a determinação do governador da Bahia, Rui Costa (PT), a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) abriu o processo contra o paciente que foi para Porto Seguro, no sul da Bahia, mesmo depois de ter testado positivo ao novo coronavírus, após exames em São Paulo.

Segundo a procuradoria, o pedido foi protocolado junto ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), que tem a titularidade da ação, para que outras situações semelhantes não voltem a acontecer e, com isso, sejam evitadas a transmissão da doença e sua propagação em um ritmo mais acelerado.

A recomendação do governador foi divulgada durante uma transmissão ao vivo pela internet, na manhã desta terça-feira (17). De acordo com Rui, o homem fez o teste no Hospital Israelita Albert Einstein e, mesmo após o resultado, veio para a Bahia.

"Foi uma ação irresponsável, negligente, de um empresário que teve seu caso confirmado em São Paulo. Ele foi no hospital, confirmou que tinha o coronavírus e o médico determinou que ele ficasse em casa por pelo menos uma semana. E ele pegou o jatinho particular, convidou alguns amigos e foi para casa em Trancoso, em Porto Seguro", disse.

O G1 tentou contato com o paciente em questão, mas até a última atualização desta matéria, não obteve retorno.

Até segunda-feira (16), os casos confirmados na Bahia são:          

  • Mulher de 34 anos, de Feira de Santana, contaminada após retornar da Itália, com passagens por Milão e Roma, em 25 de fevereiro;
  • Mulher de 42 anos, de Feira de Santana, trabalhadora doméstica que teve contato com a mulher de 34 anos;
  • Idosa de 68 anos, de Feira de Santana, mãe da mulher de 42, que teve contato domiciliar com a 2ª paciente;
  • Idoso de 73 anos, também de Feira de Santana, marido da mãe da trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com as 2ª e 3ª pacientes;
  • Mulher de 52 anos, de Salvador, que fez viagem recente à Espanha;
  • Criança de 11 anos, de Salvador, filha da mulher de 52 anos, que também fez viagem recente à Espanha;
  • Idoso de 72 anos, de Salvador, que fez viagem recente para a Itália;
  • Homem de 49 anos, de Salvador, que fez viagem recente à Alemanha e Espanha;
  • Mulher de 50 anos, de Feira de Santana, que fez viagem recente aos Estados Unidos;
  • Homem de 43 anos, de Porto Seguro, que foi contaminado durante festa em Itacaré;
  • Mulher de 35 anos, de Porto Seguro, que teve passagem pelos Estados Unidos Da América;
  • Mulher, de 42 anos, de Porto Seguro, que teve contato com um paciente contaminado, que estava na festa de casamento da irmã de Gabriela Pugliesi, em Itacaré.
  • Homem de 42 anos, de Prado, que teve passagem por Milão e Londres.

Notificações - A Bahia registrou 587 casos suspeitos de Covid-19 (coronavírus), de janeiro até as 17h de segunda-feira (16), quando o último boletim da Sesab foi divulgado.

Desse total, 10 foram confirmados, 249 foram descartados e 328 aguardam análise laboratorial. Ao todo, 26 municípios da Bahia fizeram notificações oficiais. O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave.

A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital.

Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Médicos brasileiros levarão pele de tilápia para tratar queimaduras de feridos no Líbano

Veja vídeo: Entregador de aplicativo sofre ofensas racistas em condomínio de São Paulo

ICMBio reabre amanhã o Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará

Extrato bancário de Queiroz revela novos repasses à primeira-dama e não registra empréstimo de Bolsonaro