Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Bolsonaro defende Gusttavo Lima e diz que cantor foi “covardemente atacado”

Na mensagem em apoio ao cantor, Bolsonaro destacou que Gusttavo “e outros artistas sertanejos e de demais gêneros, têm sido grandes heróis nessa luta contra a Covid-19 e merecem aplausos”.

As transmissões de shows direto da casa do cantor foram alvo de denúncias de consumidores (Foto: Reprodução)

Por

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) saiu em defesa do cantor sertanejo Gusttavo Lima. Por meio do seu perfil oficial no Twitter, o presidente afirmou que o artista “vem sendo injusta e covardemente atacado” pelas lives que ele fez nos últimos dias.

As transmissões de shows direto da casa do cantor foram alvo de denúncias de consumidores que consideram que as ações publicitárias durante as lives não seguiram os cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas. Com isso, o Conar abriu uma representação ética contra Gusttavo e a Ambev.

Na mensagem em apoio ao cantor, Bolsonaro destacou que Gusttavo “e outros artistas sertanejos e de demais gêneros, têm sido grandes heróis nessa luta contra a Covid-19 e merecem aplausos”.

LEIA MAIS: Gusttavo Lima rebate críticas após Conar abrir representação contra cantor por lives com bebidas alcoólicas

“Tomaram uma iniciativa espontânea louvável, demonstrando amor pelo seu povo e país, levando entretenimento e conforto para a casa de milhões de famílias neste momento de estresse, além de arrecadarem toneladas de alimentos e promoverem grandes doações. O Brasil agradece!”, escreveu o presidente.

Na quinta-feira, o artista fez um desabafo nas redes sociais, e anunciou o fim das apresentações. “Acho que o grande segredo da live é tirar o lençol do fantasma. Acho que uma live engessada e politicamente correta não tem graça”, começou o sertanejo. “O bom são as brincadeiras, a vontade, levar alegria alto astral para as pessoas que estão agoniadas nesse momento. Não farei live pra ser censurado”, disparou o cantor.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Brasil chega a 6,2 milhões de casos de Covid-19 em mais um dia com alto número de infecções

Máscara é último tabu a cair, diz Bolsonaro sobre prevenção contra a Covid-19

Tromba d'água chama a atenção no Rio Amazonas, na orla de Macapá

Ex-governador do Rio de Janeiro é condenado a mais 19 anos por receber R$ 144 milhões em propina da Fetranspor; penas chegam a 321 anos de prisão