Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

acidente de carro

Cantor Giovani chega no fim do enterro da filha em Franca

Familiares, amigos e famosos participaram de cerimônia nesta quarta-feira. Gessyca Morais, de 21 anos, morreu em acidente de carro em Osasco (SP).

Por

O cantor Giovani, da dupla Gian & Giovani, chegou ao Cemitério da Saudade, em Franca (SP), nos minutos finais do enterro da filha, Gessyca Morais, de 21 anos, na manhã desta quarta-feira (15). Sem falar com a imprensa, o músico observou os participantes e, bastante emocionado, foi amparado por familiares. Gessyca morreu em um acidente de carro na madrugada de terça-feira (14), em Osasco, na Grande São Paulo.

Mais de cem pessoas, entre amigos, familiares e fãs da dupla Gian & Giovani participaram do enterro da jovem. A cerimônia também foi acompanhada por famosos como a dupla Rionegro & Solimões e o cantor sertanejo Juliano Cézar.

"Somos amigos das duas famílias [a atual de Giovani e a da ex-mulher dele, mãe de Gessyca] e, nesse momento, temos que dar apoio. A Gessyca era uma criança, e o que aconteceu é uma fatalidade", disse o cantor José Divino Neves, o Rionegro.

Muito abalada, a mãe da jovem, Laisa Cintra, não se pronunciou. Sem se aproximar da multidão ao redor do corpo da filha, o cantor Giovani também observou de longe o enterro e não deu nenhuma declaração à imprensa, deixando o cemitério após o caixão ter sido colocado no túmulo.

Uma nota na página oficial da dupla Gian & Giovani no Facebook agradece a solidariedade dos fãs e pede privacidade. "Neste momento difícil, lidando com a triste notícia do falecimento de sua filha Gessyca Morais, Giovani e sua família gostariam de agradecer a todos pela solidariedade, simpatia, força, mensagens de carinho, amor, fé e esperança."

O acidente que matou a filha do cantor Giovani aconteceu por volta das 2h, na Avenida Fuad Auada, no bairro de Presidente Altino. Gessyca estava acompanhada dos amigos Pierluigi Patroni Valentim Cruz, de 22 anos, e Felipe Moraes, também de 22. Pierluigi, que dirigia o carro, morreu no local. Felipe ficou gravemente ferido e está internado no Hospital Municipal Antônio Giglio, em Osasco, segundo policiais do 5° Distrito Policial (DP) da cidade.

De acordo com o familiar de Pierluigi, o jovem não bebia, lutava jiu-jítsu e tinha uma luta marcada para a terça-feira. Uma garrafa de cerveja foi encontrada dentro do carro.

Amigos beberam, diz PM
Um policial militar relatou na delegacia que o sobrevivente do acidente, Felipe Morais, disse ainda no local que todos os ocupantes do carro haviam bebido. A informação aparece no boletim de ocorrência registrado no 9° DP de Osasco, ao qual o G1 teve acesso.

Uma amiga de Gessyca, que esteve com o grupo antes do acidente, foi à delegacia e contou que todos foram à Padoca do Anão, em Osasco, e em seguida a um posto de conveniência. A jovem decidiu ir embora, e os outros três continuaram a noite. Segundo a testemunha, Pierluigi havia bebido antes do acidente.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2022 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

'Estava pelado e se masturbando': Mulheres que acusam juiz relatam beijos, agarrões, pedido de foto de calcinha e assédio na webcam

Moraes será relator de ação contra Bolsonaro sobre varíola dos macacos no STF

Quase 500 crianças são registradas por dia sem o nome do pai no Brasil

Prêmio da Mega-Sena vai para quatro apostadores e cada bilhete ganhador vai receber mais de R$ 6 milhões