Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

No trânsito

iFood anuncia seguro para acidentes de trabalho com entregadores

Empresa também terá curso de treinamento à distância, em parceria com Sesi-SP, e programa que dá descontos em plano de saúde e seguro para motos.

Entregadores de São Paulo já têm acesso ao seguro (Foto: FotoRua/Folhapress)

Por

O aplicativo de entrega de comida iFood anunciou na última quinta-feira (10) que vai começar a fornecer, sem custos, um pacote com seguro, descontos e cursos para os entregadores. Disponível na Grande São Paulo já neste mês, o seguro será expandido para toda a rede — que conta com mais de 72 mil entregadores — até o final de novembro.

O seguro para acidentes cobrirá despesas médicas e odontológicas e vale enquanto o entregador estiver em trânsito, logado no aplicativo, em qualquer tipo de veículo, incluindo motos e bicicletas.

Caso o motorista sofra um acidente enquanto faz uma entrega, o seguro faz o reembolso de até R$ 15 mil em despesas médicas. Em caso de morte acidental, o seguro tem cobertura no valor de R$ 100 mil. Se o motorista tiver invalidez permanente, total ou parcial, o seguro tem cobertura de até R$ 100 mil.

O iFood também anunciou uma parceria com o Sesi-SP para treinamentos. Com aulas à distância, disponíveis a partir do momento que há cadastro no aplicativo, o curso traz dicas de finanças pessoais, segurança e cuidados com equipamentos.

A empresa criou ainda um programa de pontos, chamado de "iFood Delivery de Vantagens", para dar descontos aos entregadores em serviços como seguro de moto e plano de saúde.

Segundo o diretor de logística da empresa, Roberto Gandolfo, estas foram algumas das principais demandas identificadas em uma pesquisa feita com os entregadores. O executivo diz que, no futuro, o projeto de pontos poderá ser ampliado para dar descontos em cursos de ensino superior, por exemplo.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Julgamento de acusados no caso da Boate Kiss entra no quarto dia

Mãe e filhas de 8 e 13 anos morrem após carro colidir com caminhão em SC

Bolsonaro trava passaporte da vacina, e Planalto aguarda definição do STF

Deputado federal do PL é flagrado com maços de dinheiro em vídeo