Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

CPI Covid

Lobista reconhece negócios com advogada de Bolsonaro após ser ameaçado de prisão

Na última pergunta de senadores a respeito do tema, manteve a versão, mas foi confrontado com mensagens de WhatsApp que indicavam o contrário.

Marconny então assumiu que mantém os negócios, mas em seguida invocou seu direito ao silêncio. (Foto: Reprodução)

Por

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — O lobista Marconny Albernaz de Faria reconheceu nesta quarta-feira (15), em depoimento à CPI da Covid, que detém negócios com a advogada Karina Kufa, que representa o presidente Jair Bolsonaro.

O depoente negou diversas vezes que tinha negócios com a advogada. Na última pergunta de senadores a respeito do tema, manteve a versão, mas foi confrontado com mensagens de WhatsApp que indicavam o contrário.

As mensagens constam de inquérito no Ministério Público Federal, cujas informações foram compartilhadas com a CPI. Após ter mantido que não mantinha negócios com Kufa, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), ameaçou Marconny de prisão e deu oportunidade para que ele se retratasse.

Marconny então assumiu que mantém os negócios, mas em seguida invocou seu direito ao silêncio.

"O senhor esteve muito próximo de ter sido decretada [a prisão]. E só não ocorre porque não temos claros os termos do habeas corpus", afirmou Randolfe, referindo-se ao habeas corpus concedido pelo STF.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

'Arrasado pela perda de minha amiga', diz diretor ferido por disparo de Alec Baldwin

​Homem ameaça banhista com um jacaré em praia no Rio de Janeiro

Bolsonaro deve R$ 80 mil por não usar máscara no Maranhão

Pamella Holanda diz não se sentir segura com soltura de DJ Ivis após 3 meses