Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Brasil

Míriam Leitão recebe apoio da Comissão Arns após ser atacada por Eduardo Bolsonaro

Em publicação no Twitter no dia 3 de abril, o parlamentar ironizou a tortura sofrida por ela durante a ditadura militar (19564-1985).

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns fará um ato de desagravo nesta quarta-feira (13) em repúdio aos ataques cometidos pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) contra a jornalista Míriam Leitão.

Em publicação no Twitter no dia 3 de abril, o parlamentar ironizou a tortura sofrida por ela durante a ditadura militar (19564-1985). Ele compartilhou uma imagem da última coluna da jornalista no Jornal O Globo e escreveu: "Ainda com pena da [emoji de cobra]."

Míriam foi presa e torturada enquanto estava grávida por agentes do governo durante a ditadura militar no Brasil (1964-1985). Em uma das sessões, ela foi deixada nua numa sala escura com uma cobra.

"Exaltar um período histórico em que milhares de pessoas foram mortas e perseguidas é atacar a democracia. Chegamos ao absurdo de a tortura contra uma mulher ser ironizada. É hora de dar um basta. Acreditamos que falas como essas devem ser responsabilizadas", diz José Carlos Dias, presidente da Comissão Arns.

Nesta quarta, Míriam Leitão receberá o apoio dos membros da Comissão no encontro que acontecerá de forma virtual.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

'Misto de indignação, tristeza e decepção', diz filha demitida pelo pai após criticar Bolsonaro, no Amapá

Filha é presa por golpe de R$ 725 milhões contra a mãe em esquema de roubo de obras de arte e joias

Ciclone com fortes e ventos e chuvas causa deslizamentos e prejuízos em Santa Catarina

Ciclone causa deslizamentos e queda de estruturas em Santa Catarina; moradores precisaram deixar residências