Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Violência

PM é morto com dez tiros na cabeça dentro de batalhão

Um outro PM foi preso sob a acusação de ter feito os disparos. A motivação para o crime ainda é apurada. Ambos os policiais não estavam fardados.

O soldado Thiago de Carvalho Machado estava dentro do batalhão quando o outro PM teria atirado contra a vítima (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um soldado da Polícia Militar, de 34 anos, foi morto com mais de dez tiros por volta das 14h desta segunda-feira (23), dentro do 47º Batalhão da Corporação em Campinas (93 km de SP). Um outro PM foi preso sob a acusação de ter feito os disparos. A motivação para o crime ainda é apurada. Ambos os policiais não estavam fardados. 

O crime ocorreu no dia em que o secretário executivo da Polícia Militar, coronel Álvaro Batista Camilo, visitaria Campinas para discutir os desafios e necessidades à Segurança Pública na região. O evento foi cancelado, segundo consta no site da SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB).  

Segundo a Comunicação Social da PM, o soldado Thiago de Carvalho Machado estava dentro do batalhão quando o outro PM, dentro de um carro, teria atirado contra a vítima, que caiu. O acusado, segundo a PM, desembarcou do veículo e deu ao menos mais dez tiros contra a cabeça de Machado, que morreu no local. 

Foram usadas duas armas no crime, sendo uma da corporação e a outra, particular. Depois de atirar, o soldado se rendeu e "não falou mais nada desde então'", segundo o oficial.

Machado iria completar seis anos de PM em novembro. O soldado de o matou, de 37 anos, está há 13 anos na corporação. Seu nome não havia sido divulgado pela PM até a publicação desta reportagem.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Reabertura do Rio: Crivella libera calçadão, igrejas e atividades esportivas individuais no mar a partir de terça-feira

26 milhões de pessoas ainda podem receber 2ª parcela do auxílio emergencial

Lula critica manifestos suprapartidários e diz não ter idade para ser 'Maria vai com as outras'

Brasil entra em rede global de produção de vacinas contra Covid-19