Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

Ministro da Saúde

Relatório da CPI da Covid-19 sugere indiciamento de Marcelo Queiroga por epidemia com resultado de morte e prevaricação

Na avaliação do senador Eduardo Braga (MDB-AM)​​, que integra a CPI, a conduta do ministro da Saúde foi errônea na pasta.

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que "não é comentarista de relatório" ao ser questionado pela imprensa nesta quarta-feira (20).

Por

O relatório final da CPI da Covid-19 entregue pelo relator Renan Calheiros nesta quarta-feira (20) sugeriu indiciamento do ministro da Sáude, Marcelo Queiroga, por epidemia com resultado de morte e prevaricação. O documento ainda deverá ser votado pelos demais integrantes da comissão, o que deve acontecer na próxima semana, e encaminhado à Procuradoria Geral da República (PGR).

Na avaliação do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que integra a CPI, a conduta de Queiroga foi errônea na pasta. A declaração foi dada em entrevista para o programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, desta quarta.

"A impressão que tem é que começou até bem no ministério. Mas, depois, não entendo por que começou a mudar sua postura e acabou cometendo erros de comportamento e de conduta e até erros de postura moral. Representando Brasil em uma missão diplomática e diante de um protesto, fez movimentos ofensivos a brasileiros que ali estavam de form desrespeitosa, o que não condiz com a função pública que ele exerce", afirmou.

O ministro riu ao ser questionado pela imprensa no Palácio do Planalto sobre a inclusão do seu nome no documento da CPI como um dos responsáveis pelas mortes no Brasil e disse que "não é comentarista de relatório".

"Eu não comento relatório. Eu não sou comentarista de relatório. Eu sou ministro da Saúde. E como ministro da Saúde, eu cuido da saúde pública do Brasil. Veja a redução do número de óbitos. Os fatos eles falam por si só. Eu já falei aqui para vocês diversas vezes. Não adianta vocês ficarem repetindo as mesmas perguntas. As respostas são as mesmas", disse Queiroga.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Pacheco adia votação de PEC que amplia Auxílio Brasil, vale-gás e cria benefício para caminhoneiros

Aneel realiza nesta quinta-feira leilão de transmissão de energia

Pedro Guimarães oficializa pedido de demissão; leia a íntegra da carta

Adolescente é apreendido suspeito de esfaquear e jogar mãe em poço após vítima negar sexo, diz polícia