Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Brasil

Editoria sobre Brasil ir para editoria →

CPI Covid

Renan inclui Ricardo Barros, líder do governo Bolsonaro, na lista investigados da CPI

"Nós estamos agregando o deputado Ricardo Barros aos nomes já investigados em função dos óbvio indícios de sua participação nessa rede criminosa que tentava vender vacina através de atravessadores", disse o senador.

O relator afirma que existe um "conjunto da obra", em relação aos indícios já obtidos pela comissão sobre a participação de Barros em negociações. (Foto: Reprodução)

Por

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), informou ao chegar para a sessão da comissão nesta quarta-feira (18) que incluiu o líder do governo Bolsonaro na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), entre os investigados formais do colegiado.

"Nós estamos agregando o deputado Ricardo Barros aos nomes já investigados em função dos óbvio indícios de sua participação nessa rede criminosa que tentava vender vacina através de atravessadores", disse o senador.

O relator afirma que existe um "conjunto da obra", em relação aos indícios já obtidos pela comissão sobre a participação de Barros em negociações. Disse que a CPI tem informações de outros negociadores de vacinas que trataram com Ricardo Barros e que depois foram encaminhados ao ex-diretor de logística, Roberto Ferreira Dias, exonerado após a Folha de S.Paulo publicar denúncia de que ele teria pedido propina de US$ 1 por dose de vacina.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

DJ Ivis tem liberdade concedida pela Justiça cearense após ser preso por agressão à ex-mulher Pamella Holanda

Filiação de Moro ao Podemos é marcada para 10 de novembro

Governo deve se reunir com caminhoneiros na próxima semana

Guedes diz que ala política fez pescaria e sondou colocar Mansueto no seu lugar