Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cinema

Editoria sobre Cinema ir para editoria →

Cinema

Spike Lee chama Bolsonaro de gângster na cerimônia de abertura do festival de Cannes

Cineasta é presidente do júri de Cannes em 2021. Ele disse em discurso que Bolsonaro, Trump e Putin 'não têm moral ou escrúpulos' e que 'temos que levantar a voz contra gângsteres como esses'.

Cineasta Spike Lee é o presidente do júri do Festival de Cinema de Cannes. (Foto: Vianney Le Caer/Invision/AP)

Por

O cineasta Spike Lee, presidente do júri de Cannes em 2021, disse nesta terça-feira (6) que Jair Bolsonaro, Vladimir Putin e Donald Trump são "gângsters" e que "temos que levantar a voz" contra eles.

O diretor de "Faça a coisa certa" e "Infiltrado na Klan" disse na cerimônia de abertura do festival que os presidentes do Brasil e da Rússia e o ex-presidente dos EUA "não têm moral ou escrúpulos".

“O mundo está sendo governado por gângsteres. O Agente Laranja [em referência a Trump], o cara do Brasil [em referência a Bolsonaro] e Putin. São gângsteres e vão fazer o que quiserem. Não têm moral ou escrúpulos, esse é o mundo em que vivemos, e precisamos levantar a voz contra gângsteres como esses”, disse Spike Lee.

O diretor de 64 anos é o primeiro afro-americano a desempenhar a função de presidente do júri.

Lee apresentou sete de seus filmes no Festival de Cannes, como "Ela Quer Tudo", "Faça a Coisa Certa" e "Febre da Selva".

Em 2018, ele foi premiado com o Grande Prêmio por "Infiltrado na Klan", baseado na história real de um policial negro que se infiltrou na Ku Klux Klan.

Lee é uma figura importante da luta contra a discriminação racial nos Estados Unidos e apoiou a carreira de muitos cineastas afro-americanos.

Cinco mulheres e quatro homens, incluindo o cineasta brasileiro Kleber Mendonça Filho, integram o júri do Festival de Cannes de 2021, que começou nesta terça e vai até 6 a 17 de julho.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Ryan Gosling interpretará Ken ao lado de Margot Robbie em filme da Barbie

Alec Baldwin cita choque e tristeza após matar colega em set

'Meu coração está partido', diz Alec Baldwin sobre tiro em set

Diretora de fotografia morta com tiro em set de filmagem foi apontada como estrela em ascensão