Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Educação

Editoria sobre Educação ir para editoria →

Até agosto

Cearte-PB abre matrículas para 790 novas vagas em 45 cursos de arte EAD

Podem se matricular pessoas de qualquer lugar, observando o critério da faixa etária para cada curso.

Entre as opções curso há aulas de faluta doce, violão, dança, entre outros (Foto: Reprodução)

Por

O Centro Estadual de Arte da Paraíba (Cearte) está com matrículas abertas para 45 cursos do 3º ciclo de Minicursos EAD. As inscrições vão até o dia 6 de agosto e são feitas no endereço https://ceartepb.com/matriculas/, onde as pessoas interessadas podem conferir detalhes sobre cada curso e escolher com qual mais se identificam. Devido à pandemia do Covid-19, as atividades do Cearte têm sido realizadas de maneira remota.

No comunicado de abertura das matrículas a diretora do Cearte, Laura Moreno, destaca que “atualmente, o mundo se desenvolve através das plataformas de trabalho remoto, e o Cearte, depois de passado o susto e de vencer as resistências, aposta na importância do ensino da arte, mais do que nunca e há de se manter firme com suas ofertas”, pontua ela.

São 790 vagas abertas para os cursos ofertados, totalizando 57 turmas. Podem se matricular pessoas de qualquer lugar, observando o critério da faixa etária para cada curso.

Cursos e Áreas artísticas - No terceiro ciclo, entre os 45 ofertados estão cursos como Dança Clássica, Vídeodança, na área de Dança; Violão e Flauta Doce para Intermediários, Canto e interpretação performática, em Música; Teatro para atores e para não atores, Vídeoperformance, Cordel e teatro de bonecos, no campo artístico do Teatro; Cineclube para Crianças, Análise crítica cinematográfica, Podsquetes -  Criação e Esquetes Cômicas para podcasts, em Audiovisual; Poesia na Tela, adentrando na Literatura Pintura – Ilustrações e montagem de cenas e Introdução à escultura no âmbito das Artes Visuais.

“Transitamos por seis áreas de linguagens artísticas: Artes Visuais, Audiovisual, Dança, Literatura, Teatro e Música. Isso é esplêndido, é maravilhoso trabalhar com tanta gente tão capacitada, especializada em arte em áreas tão diversas e se mover nessa diversidade é o que significa a nossa riqueza, por isso que eu acho que o Cearte tem um futuro brilhante”, enfatizou a diretora do Cearte, Laura Moreno.

A escolha dos cursos ofertados aconteceu observando critérios como a diversidade de saberes das áreas e linguagens, as propostas de ensino/aprendizagem de técnicas para a construção da criatividade e da expressão, a vocação da Escola de Artes e a experiência acumulada pelas equipes gestora e docente, na interação com as alunas e alunos ao longo dos ciclos anteriores.

“Sobre a escolha dos cursos, ela tem relação estreita com as vivências e experiências artísticas relatadas em cada curso. Trabalhamos muito com a escuta e com repertório adquirido pelas professoras e professores no processo. Estamos construindo coletivamente esse Centro”, ressalta Laura.

Segundo a diretora do Cearte, a oferta de cursos do próximo ciclo costuma ter um longo e criterioso planejamento, realizado no início do ciclo anterior. “Os preparativos para o terceiro ciclo já estavam sendo feitos desde o início do segundo, porque precisamos planejar todas as demandas relativas às matrículas, aos cursos, quantidade de vagas, matrizes curriculares. Já estamos, por exemplo, enviando questionários, a coordenação geral se reúne permanentemente para avaliar os pontos importantes do ciclo seguinte. É um trabalho sem fim”, explica Laura.

Vagas e taxa de inscrição - No Terceiro Ciclo são 45 minicursos, alguns transdisciplinares e outros de apenas uma linguagem, todos à distância, sendo 57 turmas e 790 vagas ofertadas, para qualquer pessoa e em qualquer lugar. As matrículas estarão abertas até 6 de agosto e as aulas acontecerão entre 16 de agosto e 2 de outubro no site do Cearte (ceartepb.com).

O valor para matrícula em cada curso é de R$ 65,00, sendo esta uma contribuição única. Alunos da rede pública de ensino (estadual ou municipal) e funcionários públicos do estado da Paraíba, com remuneração até 2 salários mínimos, têm um desconto de 50% na taxa de contribuição. Beneficiários do programa Bolsa Família e PcD são isentas desta taxa de matrícula. O período para solicitar a isenção ou o desconto vai até a próxima sexta-feira (23). Para fazer essa solicitação, basta preencher os formulários abaixo:

SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO OU DESCONTO:
(OS FORMULÁRIOS ESTARÃO DISPONÍVEIS ABAIXO, ATÉ 23/07)
– PESSOA COM DEFICIÊNCIA (PEDIDO DE ISENÇÃO)
[HTTPS://FORMS.GLE/AT6GFPVMDUQZGWJK7]
– BENEFICIÁRIO BOLSA FAMÍLIA (PEDIDO DE ISENÇÃO)
[HTTPS://FORMS.GLE/WEZQUPDS9AFRJFJV7]
– ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA ESTADUAL OU MUNICIPAL (PEDIDO DE 50% DESCONTO)
[HTTPS://FORMS.GLE/811THCQVGQZJH3IY9]
– SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DA PARAÍBA COM REMUNERAÇÃO ATÉ 2 SALÁRIOS MÍNIMOS (PEDIDO DE 50% DESCONTO)
[HTTPS://FORMS.GLE/9XQ2GUQT2QKTJVQY7]

Ensino da arte no modelo remoto - Desde o início da adoção das medidas de segurança sanitária contra o novo coronavírus, o Cearte tem atuado de forma remota, oferecendo cursos na modalidade on-line e agora em 2021 de Ensino à Distância (EAD). Com o formato de aulas não-presenciais, a oferta de cursos que eram semestrais passaram a ser no formato de minicursos de 7 semanas cada. Para que o Centro desse continuidade ao seu trabalho, oferecendo acesso ao ensino da arte, foi necessário redirecionar as ações e adaptá-las ao novo modelo.

“Estamos aprendendo um modus operandi, que é trabalhar com o ensino remoto. Para além do peso que implica a Pandemia e o sofrimento que ela provoca, esse foi um ponto positivo que nos condicionou a trabalhar com os recursos multimídia da modalidade EAD. Planejamos os cursos transdisciplinares para trabalhar com diversas linguagens, é uma riqueza muito grande que temos na nossa escola, no nosso Centro”, pontuou a diretora Laura Moreno.

O modelo remoto também abriu consideravelmente o leque de possibilidades de matrícula de alunos: agora pessoas de todas as cidades da Paraíba, estados brasileiros e até mesmo de outros países podem se inscrever e participar das ações do Cearte.

“É uma oportunidade para o Cearte ser conhecido pelo interior do estado, por outros estados e até fora do país. Desde que foi adotado o ensino remoto, já temos alunas e alunos do interior, alunos interestaduais e até internacionais. Isso é uma riqueza que esse momento nos proporcionou. Mostra que as dificuldades também podem trazer superações”, detalhou Laura.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Após pressão, projeto do MEC que visava criar Instituto Federal do Sertão a partir de campi do IFPB é descartado

Deputados aprovam bonificação de 10% na nota do Enem para ingresso de paraibanos na UEPB

IFPB lança edital com mais de 3,7 mil vagas em Cursos Técnicos para 2022

UFPB publica portaria estabelecendo retorno dos trabalhos presenciais de servidores até o final de outubro