Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Educação

Editoria sobre Educação ir para editoria →

Transição

Secretária diz que obras inacabadas nas escolas municipais atrapalharam retomada do ensino presencial em João Pessoa

Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta sexta-feira (15), a secretária disse que "não continuaram essas reformas. Isso prejudicou muito o andar da retomada das atividades."

De acordo com América Castro, a nova gestão encontrou uma infraestrutura muito ruim na educação. (Foto: Semob-JP/Arquivo/Ilustrativa)

Por

A secretária municipal de Educação de João Pessoa, América Castro, disse que as obras inacabadas atrapalharam a retomada do ensino presencial, através do modelo híbrido, nas escolas da Capital. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta sexta-feira (15), a secretária disse que "não continuaram essas reformas. Isso prejudicou muito o andar da retomada das atividades."

"Hoje a gente assinou a ordem de serviço da Escola Matias Freitas, na Torre. Como ela, assinamos também de mais 11. Eram escolas que estavam passando por reformas, foram abandonadas, muitas delas as empresas começaram alguns serviços, geralmente de cobertura, destelhavam e deixavam aberto, o que piorou as unidades em infraestrutura. A gente sabe como é isso porque todo mundo tem sua casa e vai fazer uma reforma, começa e não finda, fica pior do que estava. Eu acho que foi por isso, disse a secretária de Educação de João Pessoa, conforme apurou o ClickPB.

Ainda de acordo com América Castro, a nova gestão encontrou uma infraestrutura muito ruim na educação. "Por isso que a gente pegou uma infraestrutura muito ruim, onde a gente não tinha como fazer a retomada dessas unidades. É tanto que a gente faz justificativa junto ao Ministério Público para começar com mais 45, que essas também tinham problema de infraestrutura; é tanto que a gente já mandou mais 30, além dessas 45 unidades que a gente reformulou as planilhas e fizemos novas licitações; a gente acrescentou mais 30 unidades para poder passarem por reformas, totalizando 75 unidades que vão passar por reformas. Dessas 45, das conversas que a gente teve com os vencedores dos certames na época, somente três deram continuidade, duas dessas a gente já entregou à comunidade. Doze delas a gente já começou a reforma e entregamos três unidades."

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

UFPB inscreve para seleção com mais de mil vagas para auxílio estudantil

Após protestos, Faculdade de Ciências Médicas diz que retirou descontos nas mensalidades porque medida era temporária e já foi rejeitada pelo STF e TJPB

Colégio Militar inscreve para processo seletivo com 140 vagas até esta sexta-feira

Enem 2021: gabarito oficial das provas é divulgado