Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Emprego

Editoria sobre Emprego ir para editoria →

Mercado financeiro

Queda de assinantes da Netflix deixa dúvida entre cenário macro e competição, diz XP

Uma parte do baque tem a ver com queda na renda disponível, que pode ter levado o consumidor a cortar assinatura porque o custo de vida subiu e foi preciso fazer escolhas.

Outra fatia da queda é atribuída à competição, com perda de participação de mercado para os serviços de streaming de Amazon e Disney. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A perda de assinantes divulgada pela Netflix neste mês não deve sinalizar um alerta para o mercado de streaming em geral, mas fica a dúvida sobre quanto dessa queda está ligado a questões macro, que poderiam impactar outras empresas, e quanto tem de causas inerentes à competição e à perda de participação de mercado, segundo a avaliação de Fernando Ferreira, estrategista chefe da XP.

Uma parte do baque tem a ver com queda na renda disponível, que pode ter levado o consumidor a cortar assinatura porque o custo de vida subiu e foi preciso fazer escolhas. Outra fatia da queda é atribuída à competição, com perda de participação de mercado para os serviços de streaming de Amazon e Disney.

"O grande desafio do Netflix é que eles competem com empresas gigantes que têm outras linhas de negócio e não estão com uma visão de gerar lucro nesse negócio de streaming. Para a Amazon, o business é outro. Eles têm o streaming, não para fazer dinheiro nisso, mas muito mais para criar lealdade dos consumidores que assinam o Prime. Na Disney, cresceram muito rápido. É uma competição difícil", diz Ferreira.

No cenário de alta dos juros, com o Federal Reserve dando indicações de aceleração, o mercado também fica mais arisco com as empresas de crescimento, como as ações de tecnologia.

"Qualquer problema que a empresa tenha, nesse cenário de juros em alta, acaba sendo mais exacerbado. O mercado tem reações bem mais fortes. Isso tem muito a ver com o cenário macro que estamos vivendo", afirma o estrategista da XP.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Caged: país registra saldo de 277 mil novas vagas formais de trabalho

Sine-Campina Grande oferece 60 novas oportunidades de emprego

Sine-JP disponibiliza 76 vagas de trabalho nesta segunda-feira

Sine-PB disponibiliza mais de 480 vagas em oito municípios da Paraíba