Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Esporte

Editoria sobre Esporte ir para editoria →

Esporte

Perícia confirma lesão corporal como causa da morte de torcedor do Botafogo-PB

A lesão rompeu a artéria cardíaca, o que causou hemorragia. O exame toxicológico ainda não foi concluído pela perícia.

"A causa da morte realmente foi lesões corporais que levaram ao trauma cardíaco que levou a vitima a óbito. ", contou o diretor (Foto: Reprodução)

Por

O diretor do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep), Marcos Brandão, confirmou a causa da morte do torcedor Eduardo Feliciano, morto neste sábado (11), após confusão envolvendo a torcida organizada e as forças policiais, na partida entre o Botafogo-PB e o Globo pela Série C do Brasileiro, no Estádio Barrettão, em Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte.

LEIA MAIS: Torcedor do Botafogo-PB morre após confronto com a polícia

“Na necrópsia foi verificado que o coração tinha uma laceração muito grande que levou a uma parada cardíaca. A causa da morte realmente foi lesões corporais que levaram ao trauma cardíaco que levou a vitima a óbito. Foram solicitados outros exames complementares, exames de dosagem alcoólica, toxicológicos para verificar se realmente existem indícios que a vitima tinha usado droga, a quantidade dessa droga para verificar a circunstância que aconteceu  essa situação de lesão corporal. Então todos exames quando saírem os resultados, demora um pouco, vai para laboratório, mas quando tiver esses resultados se fecha todas as circunstância  que foram determinantes para ocasionar a morte da vitima, mas de modo imediato, pelo laudo necroscópico se pode determinar realmente que foram lesões corporais que provocaram essa ruptura dos músculo cardíaco”.

LEIA MAIS: Botafogo-PB emite nota lamentando morte de torcedor em estádio e cobra esclarecimentos

A lesão rompeu a artéria cardíaca, o que causou hemorragia. O exame toxicológico ainda não foi concluído pela perícia.

O Itep tem 30 dias para a conclusão do laudo que vai apurar se Eduardo Feliciano havia feito uso de drogas e álcool, mas já derrubou a primeira informação que a morte teria sido provocada por overdose.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Juíza do TRE-PB é reeleita presidente do Colégio de Ouvidores da Justiça eleitoral

Prefeitura de João Pessoa firma parceria com Federação de Futebol e garante teste de Covid-19 para times

Globo rescinde contrato de transmissão do Campeonato Carioca

Globo confirma retomada da F-1 com Cleber Machado e sem Galvão