Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Comedian

Artista come banana vendida como obra de arte por 120 mil dólares que estava exposta em feira em Miami

A intervenção artística, chamada de "Comedian", é do italiano Maurizio Cattelan e foi vendida a um colecionador francês por 120 mil dólares.

A obra estava exposta na Mostra de Arte Contemporânea, em Miami Beach, quando um visitante decidiu comê-la. (Foto: Reprodução)

Por

Os frequentadores da feira de arte contemporânea Art Basel de Miami se divertiram ao tirar fotos com uma obra peculiar: uma banana grudada na parede com fita adesiva.

A intervenção artística, chamada de "Comedian", é do italiano Maurizio Cattelan e foi vendida a um colecionador francês por 120 mil dólares, cerca de R$ 496 mil, nesta semana.

A obra estava exposta na Mostra de Arte Contemporânea, em Miami Beach, quando um visitante decidiu comê-la.

Em um vídeo enviado para sua conta do Instagram, David Datuna caminha até a banana, a tira da parede branca, descasca e come na frente de uma multidão curiosa.


Ele intitulou sua "performance artística" de "Hungry Artist" ("Artista com fome").

"Performance minha. Adoro o trabalho de Maurizio Cattelan e realmente amei essa instalação. Estava uma delícia!'", escreveu Datuna no Instagram ao compartilhar vídeos de logo depois que destruiu a obra de arte.

No vídeo dá para ouvir a reação de uma mulher. "Isso é tão estúpido, senhor", diz.

"Ele não destruiu a obra de arte. A banana é uma ideia", disse Lucien Terras, diretor de relações com os museus da Galerie Perrotin, ao jornal Miami Herald.

O valor da obra está no certificado de autenticidade, de acordo com o jornal. Espera-se que a fruta seja substituída regularmente antes de apodrecer. De fato, uma nova banana foi presa à parede com a fita adesiva 15 minutos após a audácia de Datuna.

A galeria não moverá ações contra o visitante, que se denomina como artista em sua conta no Instagram.

Antes da venda, Emmanuel Perrotin, fundador da galeria, disse à CNN que as bananas são "um símbolo do comércio global, um duplo sentido e um dispositivo clássico de humor".

A fruta foi comprada em um supermercado de Miami e grudada na parede com um único pedaço de fita adesiva. Segundo a galeria, havia três edições da obra, sendo que duas já haviam sido vendidas por cerca de 120 mil dólares.

A ideia de Cattelan surgiu há um ano, segundo comunicado da galeria. "Naquela época, Cattelan estava pensando em uma escultura em forma de banana", diz o texto.

"Toda vez que ele viajava, trazia uma banana e pendurava no quarto do hotel para encontrar inspiração. Ele fez vários modelos: primeiro em resina, depois em bronze e em bronze pintado, mas acabou voltando a ideia inicial de usar uma banana de verdade".

Obra roubada
Maurizio Cattelan também é o autor da obra "América", vaso sanitário de ouro avaliado em mais de 5 milhões de dólares.

A obra foi roubada de uma exposição de arte no Palácio Blenheim, na Inglaterra, em setembro deste ano. Antes, ela tinha sido enviada para a residência do presidente Donald Trump em 2018.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Casal cria restaurante que não tem preços e alimenta qualquer pessoa; "alegria é saber que estão com o estômago cheio"

Homem tenta matar cachorro de fome para se vingar de ex-mulher

Em disputa com a China, EUA enviam bombardeiros nucleares 'invisíveis' ao Índico

Grupo racista exige que deputadas negras deixem Portugal em 48 horas