Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Pandemia

Aulas serão retomadas em formato híbrido com rodízio de aulas online e presencial a partir do 1º de março na Paraíba

A expectativa é que com o novo formato híbrido, os mais de 250 mil estudantes da rede pública de ensino possam ter acesso aos conteúdos por meio de rodízios de aulas para não gerar aglomerações.

Ao ser questionado acerca das mobilizações de entidades que representam os trabalhadores da educação sobre a vacina contra a Covid-19, o gestor esclareceu que qualquer atitude deve aguardar as orientações do decreto a ser publicado a qualquer momento. (Foto: reprodução)

Por

Um decreto do Governo do Estado, a ser divulgado essa semana, trará os procedimentos para a retomada das aulas e o funcionamento das escolas da rede pública, previsto para acontecer a partir de 1º de março. Segundo informações obtidas pelo ClickPB, a Secretaria de Educação da Paraíba confirmou que o início das aulas será feito tanto presencial como virtual, formato denominado como híbrido.

Após o anúncio do resultado do inquérito sorológico feito no início de janeiro, a data anterior, que previa o início das aulas em 17 de fevereiro, foi alterada. A expectativa é que com o novo formato híbrido, os mais de 250 mil estudantes da rede pública de ensino possam ter acesso aos conteúdos por meio de rodízios de aulas para não gerar aglomerações. 

Em entrevista ao ClickPB, o secretário de saúde, Cláudio Furtado, explicou que essa nova política de ensino é a única forma de manter os estudos dos alunos em dia, apesar da pandemia. "O modelo híbrido mantém uma parte das aulas a distância, enquanto a outra está presencial, de modo em rodízio para que todos os alunos possam acompanhar os conteúdos, preservando os grupos de risco durante a pandemia, tanto dos professores como dos alunos", disse. 

Ao ser questionado acerca das mobilizações de entidades que representam os trabalhadores da educação sobre a vacina contra a Covid-19, o gestor esclareceu que qualquer atitude deve aguardar as orientações do decreto a ser publicado a qualquer momento. "Iremos chamar os sindicatos, o Ministério Público e demais órgão para chegarmos a um consenso. Estamos esperando que todos os encaminhamentos sigam o cronograma que tem do Plano Nacional de Vacinação. A ideia é que com a ágil logística implementada pelo Governo da Paraíba, haja velocidade para a vacinação a tempo das aulas retornarem", destacou. 



Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Sérgio Queiroz diz que pode participar da disputa eleitoral de 2022 “se o presidente convocar"

Paraíba recebe 39,5 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford

Diocese de Campina Grande mantém missas presenciais com ocupação máxima de 30% das igrejas

Paraíba registra 1.320 novos casos e 15 mortes em 24h; total de mortos chega a 4.419 e 215.527 infectados