Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Campina Grande

Faltando 12 dias para abertura, Maior São João do Mundo aquece economia de Campina Grande

De acordo com as entidades representativas do setor, após dois anos sem a festa, a expectativa é de aumento nas vendas e de contratação de mão de obra temporária.

De acordo com as entidades representativas do setor, após dois anos sem a festa, a expectativa é de aumento nas vendas e de contratação de mão de obra temporária. (Foto: Reprodução)

Por

Que O Maior São João do Mundo aquece a economia de Campina Grande, todo mundo sabe. O que muita gente não imagina é a dimensão da movimentação no comércio local. De acordo com as entidades representativas do setor, após dois anos sem a festa, a expectativa é de aumento nas vendas e de contratação de mão de obra temporária.

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande, os setores do comércio já se movimentam nesse período de pré São João, com a contratação temporária de trabalhadores e registro de aumento nas vendas. Espera-se que sejam geradas mais de 200 contratações temporárias, só na rede varejista, e alguns empresários, como os do segmento de calçados, estão buscando aumentar o estoque para atender à demanda que, segundo eles, está a todo o vapor, com a procura dos consumidores que já se preparam para a festa mais esperada do ano.

“Os setores produtivos aguardam, com expectativa, a demanda reprimida que o retorno d’O Maior São João do Mundo tem provocado nos consumidores. Para os empresários, principalmente dos setores de serviços e do varejo, esse é o momento de recuperar aqueles prejuízos que foram acumulados durante o período mais complicado da pandemia. Temos conhecimento de que algumas empresas já estão contratando visando a temporada dos festejos juninos, que é considerada a segunda data mais importante para a nossa economia, atrás somente do Natal. Porém, as contratações temporárias ficarão ainda mais evidentes no mês de junho, o que reforça ainda mais a grandeza do evento”, pontuou Artur Almeida, presidente da CDL-CG.

Em números gerais, conforme a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande (Sede), a estimativa é de que sejam criados mais de três mil empregos diretos e indiretos no período d’O Maior São João do Mundo.

Além disso, a Sede projeta que o volume de recursos injetados na economia de Campina Grande, durante o evento deste ano, seja maior que o de 2019, que ficou em torno de R$300 milhões, em função da demanda reprimida dos últimos dois anos de pandemia.

O presidente do Sindicato dos Comerciários de Campina Grande, José Rogério, também destacou que a perspectiva para O Maior São João do Mundo é a melhor possível, principalmente em um período de recente emergência de saúde pública, em que há um grande número de desempregados.

“O comércio se movimenta bastante. A perspectiva é boa, de 20% a 30% de aumento nas contratações, ou mais. E ainda tem as pessoas que trabalham de forma autônoma. O faturamento, com certeza, será muito bom. Esperamos um bom crescimento mesmo”, destacou.

A grade de atrações do Parque do Povo apresentada pela Medow Entretenimento e Cultura e pela Prefeitura de Campina Grande, promete agradar não só os campinenses, mas atrair milhares de turistas para a cidade. A edição 2022 d’O Maior São João do Mundo será aberta no dia 10 de junho e prossegue até 10 de julho, com programações no Parque do Povo, nos distritos de Galante e São José da Mata, nas casas de shows, bares e restaurantes de toda a cidade.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Cícero Lucena dá posse ao Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação e garante processo de investimento em pesquisa

Gilvan Raposo diz que decisão de Alexandre de Moraes de restituir diretório do PROS da Paraíba "não muda nada" na parceria com João Azevêdo

Preços de alimentos da cesta básica têm variação de mais de 75% em João Pessoa, mostra pesquisa

Presidente do Coren-PB denuncia demissão em massa após sanção do piso para Enfermagem e diz que acionará Ministério Público