Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Patrimônio

''Irremediável'': professor e arquiteto critica destruição de obra de Gil Borsoi em Reitoria da UFPB

Obra foi completamente destruída em reforma para reparar infiltrações, mas professor afirma que não era necessário.

Painel foi destruido quando foi retirado para reforma de prédio (Foto: Reprodução)

Por

A destruição do painel que revestia parte do prédio da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foi desnecessária, segundo o suplente da Presidência do Conselho de Arquitetura e Urbanismo da Paraíba (CAU-PB), o professor Pier Paolo Bertuzzi Pizzolato.

O professor recebeu informações de que o painel havia sido removido para reparar infiltrações que estavam ocorrendo no prédio. Ele ressaltou, porém, que seria possível resolver o problema sem danificar a obra, que segundo ele é de autoria do importante arquiteto modernista Acácio Gil Borsoi.

''As informações colhidas pela mídia apontam que uma obra de manutenção de infiltrações nas paredes daquele anexo, somado ao desconhecimento por parte da empreiteira sobre a importância da composição, levaram a retirada de toda a azulejaria de forma irremediável'', comentou o professor.

Segundo ele, o Campus tem uma "prefeitura" que deve realizar manutenções, reformas e fiscalizar as obras terceirizadas, cabe a ela identificar e projetar intervenções para o melhor funcionamento dos edifícios da UFPB. ''Não estou atrelando a culpa do ocorrido a ela, já que os fatos devem ser apurados ainda. Por experiência própria, é muito comum que empreiteiras que não estão acostumadas com obras de restauro não conseguem orientar a equipe de pedreiros de forma correta e muitos acidentes desse tipo ocorrem em obras como essa'', disse.

O professor ressaltou que o fato de aquela obra não ser a única de Gil Borsoi na UFPB não diminui a gravidade do fato. ''Fala-se que pode ser alterado por haver outras obras de Gil Borsoi pelo campus, mas é uma visão muito simplista como argumento, pois a solução para resolver os problemas de manutenção poderia ter sido feita sem a retirada dos azulejos''.

Veja como era o painel e como está o prédio:


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Prefeitura de João Pessoa denuncia perfil falso que pede dados pessoais

Homem morre após sofrer tentativa de homicídio em Gurjão

João Pessoa utiliza câmeras para observar deslocamento de atletas durante eventos esportivos e realizar desvios no trânsito

Paraibano de 11 anos ganha ouro na Olimpíada Internacional de Matemática e bronze na Olimpíada Nacional de Informática