Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Crime

Neta de Pinto do Acordeon é vítima de racismo e agressão física em escola de João Pessoa: “Negrinha bocuda”

Na última sexta – feira (19), a filha de Pinto do Acordeon denunciou agressões sofridas pela filha no Colégio Master Bessa, em João Pessoa, após uma discussão com uma colega de classe.

A filha do cantor informou que o caso corre na justiça, onde foi registrado um boletim de ocorrência contra a agressora. (Foto: reprodução )

Por

Na última sexta – feira (19), a filha de Pinto do Acordeon denunciou agressões sofridas pela filha no Colégio Master Bessa, em João Pessoa, após uma discussão com uma colega de classe. Ela relata que a filha de onze anos, foi agredida física e verbalmente pela tia da menina, a Corretora de Imóveis Karina Araruna que chamou a criança de “negrinha bocuda” e chegou a cuspir no rosto da criança.

“A Maria estava na escola, estudando, uma tia de uma coleguinha de sala dela foi até lá, agrediu a menina verbalmente a chamando de gorda, bocuda e dizendo que ela tem um olhão e ainda agrediu fisicamente puxando o nariz da criança de 11 anos e o mais absurdo foi que ela ainda cuspiu na cara da criança,” relatou Duna, filha de Pinto do Acordeon.

Duna informou que o caso corre na justiça, onde foi registrado um boletim de ocorrência contra a agressora.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Operação prende três homens suspeitos de homicídios e tráfico de drogas em Guarabira e Pilõezinhos

OAB divulga resultado da segunda fase do Exame de Ordem; confira

Justiça reconhece relação de filiação socioafetiva entre sobrinho e tia que conviveram durante 50 anos

Receita confirma estudo de reavaliação de imóveis para aumentar arrecadação