Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Em João Pessoa

Procon-JP fecha mais 12 empresas por descumprimento à quarentena contra coronavírus

Foram fechadas seis empresas na quinta (26) e mais seis nessa sexta (27), por descumprimento ao Decreto Estadual que proíbe o funcionamento de estabelecimentos não essenciais.

Desde a última segunda-feira (23), já foram interditados 24 locais. A fiscalização do Procon-JP não tem data para terminar. (Foto: Divulgação/Procon-JP)

Por

O Procon-JP fechou mais 12 empresas por descumprimento à quarentena contra o coronavírus. Foram fechadas seis empresas na quinta-feira (26) e mais seis nessa sexta-feira (27), por descumprimento ao Decreto Estadual 40135/2020 que proíbe o funcionamento de estabelecimentos que não sejam considerados essenciais.

Desde a última segunda-feira (23), já foram interditados 24 locais. A fiscalização do Procon-JP não tem data para terminar.

O trabalho da fiscalização do Procon-JP vai continuar percorrendo João Pessoa para averiguar as denúncias que a Secretaria continua a receber, principalmente através do Instagram @proconjp. Entre as empresas fechadas estão lojas do comércio varejista, locadoras de veículos, lanchonetes, escolas de enfermagem, financeiras e salão de beleza.

O secretário Helton Renê alerta que desde esta sexta-feira, 27, um novo Decreto Estadual autoriza a abertura de estabelecimentos, com restrições, que prestam alguns serviços como oficinas e concessionárias (manutenção e conserto), empresas de mão de obra terceirizada, fábricas de bomba de irrigação, ventiladores e ar-condicionado (manutenção), serviços funerários, vigilância e certificações sanitárias e fotossanitárias, tranporte e entrega de cargas, transportes de numerário e produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados.

Helton Renê lembra que a desobediência à legislação em vigor e o descumprimento à quarentena acarretará autuação, fechamento do estabelecimento e a aplicação de multas. "Os locais autuados terão um prazo para a justificativa de defesa como prevê a legislação, mas, em um momento como esse, desconsiderar as medidas para evitar a disseminação do COVID-19 é não apenas descumprir uma regra, mas também colocar em risco da saúde das pessoas."

O atendimento do Procon-JP acontece nos seguintes canais: telefones: 83 3218-5720 e 0800 083 20150, Instagram @proconjp, site proconjp.pb.gov.br e e-mail procon@joãopessoa.pb.gov.br.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Efraim Filho espera que programa emergencial leve R$ 80 bi para empresas

Energisa inaugura nova sede na cidade Sousa

Coronavírus: Governo já entregou 1,7 milhão de máscaras em toda a Paraíba

Idosos não estão proibidos de utilizar transporte coletivo e motoristas não devem impedir acesso ou cobrar passagem, alerta Semob-JP