Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Pandemia

Redução do número de funcionários é apontado como motivo para filas gigantescas em bancos na Paraíba; sindicato cobra cumprimento de protocolos

O presidente do Sindicato ainda informou que, fevereiro por ter sido um mês menor, o fluxo de pessoas que procuraram as agências nesses dois primeiros dias de março foi maior.

Ainda de acordo com Almeida, devido a pandemia contra Covid-19, muitos funcionários estão adoecendo e outros foram demitidos, apesar do balanço anual com lucro dos bancos. (Foto: Reprodução - Ilustrativa)

Por

A redução do número de funcionários nas agências bancárias na Paraíba, seja por conta das demissões ou do adoecimento dos trabalhadores por conta da pandemia, é apontado como um dos motivos para as filas gigantescas nas entradas de bancos.  Somente na segunda-feira (1º), o Procon de João Pessoa autuou pelo menos oito agências por descumprimento de decretos e protocolos sanitários contra a Covid-19.

O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Lindonjhonson Almeida, informou ao ClickPB que tem feito constantemente fiscalizações nas agências e exigido o cumprimento dos protocolos acordados em negociação com o Comando Nacional. 

“Cada banco prepara o seu protocolo como o uso da máscara, o distanciamento nas agências e tudo, mas hoje sabemos que os bancos estão trabalhando com quadro reduzido. Longas filas estão acontecendo, principalmente nesse período em que fevereiro foi um mês menor”, afirmou ao portal.

Ainda de acordo com Almeida, devido a pandemia contra Covid-19, muitos funcionários estão adoecendo e outros foram demitidos, apesar do balanço anual com lucro dos bancos. “Muitos bancários estão deixando de trabalhar porque estão doentes. Outros já estavam trabalhando de home office porque são pessoas que não tem condições de trabalhar nas agências, alguns com doenças, outros que tem uma idade mais avançada”, comentou.

O presidente do Sindicato ainda informou que, fevereiro por ter sido um mês menor, o fluxo de pessoas que procuraram as agências nesses dois primeiros dias de março foi maior. Por conta disso, a orientação é que as pessoas busquem a ida aos bancos entre os dias 10 e 20, pois são considerados de menor fluxo. 


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Cagepa suspende abastecimento de água na Grande João Pessoa

Emlur aciona MPT para garantir direitos trabalhistas dos agentes de limpeza

Forças de Segurança da Paraíba realizam, na quinta-feira, carreata em homenagem aos policiais mortos pela Covid-19

Mesmo com cobrança de taxa, transferência pelo Pix compensa mais que tarifas bancárias, diz técnica do Dieese