Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Novidade

Advogado paraibano sem filiação a partido quer lançar candidatura avulsa para governador

Ele lembra que não é exclusivamente dos partidos políticos a atribuição de indicar os candidatos.

O advogado alegou que já existe parecer favorável da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sobre a questão. (Foto: Reprodução)

Por

Um advogado da Paraíba quer lançar candidatura avulsa para governador do estado da Paraíba, mesmo sem estar filiado a nenhum partido político. Helderley Florêncio Vieira disse que já está com ação pronta para conseguir o seu registro de candidatura. Ele sustenta que existe base legal e sua pretensão está amparada no Pacto de São José da Costa Rica.

“Ser candidato avulso no Brasil, pelas leis que aí estão, não é que seja ilegal, mas existem muitas barreiras, que fazem com que aqueles que querem se lançar de forma avulsa fiquem tolhidos de exercer esse direito”, explicou, em entrevista concedida ao Sistema Correio de Comunicação.

O advogado defende que, segundo o Pacto de São José da Costa Rica, que tem força de emenda constitucional e portanto está acima das outras leis, como a Legislação Eleitoral, não é exclusivamente dos partidos políticos a atribuição de indicar os candidatos.

O advogado alegou que já existe parecer favorável da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sobre a questão. Ele afirma que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, emitiu parecer favorável no Processo ARE 1.054.490 em discussão no Supremo Tribunal Federal (STF), permitindo a candidatura avulsa nas eleições, sem haver necessidade de filiação partidária, com base no Pacto de São José da Costa Rica e a Constituição Federal.

“Em pleito parecido o também advogado Rodrigo Sobrosa Mezzomo, do estado do Rio de Janeiro, protocolou pedido para registro de candidatura a presidente da República sem filiação em partido político”, argumentou Helderley, em postagem nas suas redes sociais.

“Hoje nós vivemos uma total ausência de representação política, onde os cargos eletivos seguem nas mãos dos grandes monopólios de poder, inviabilizando o exercício da plena democracia”, reclamou, afirmando que a candidatura avulsa pode trazer uma real inovação na forma de se fazer política e aumentar a representação popular nas eleições.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Justiça Eleitoral de Cabedelo diz que eleição do município deve acontecer no final de janeiro

Haddad convoca Bolsonaro para o debate: "O povo quer ver você aparecer na entrevista de emprego”

Geusa diz que renúncia de Leto será apresentada hoje em sessão e descarta ser candidata a prefeita

Vice-presidente diz que comissão deve se reunir o mais rápido possível para discutir renúncia de Leto Viana