Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Ministra

Damares descarta ser vice de Bolsonaro nas Eleições 2022: "dessa luta aí eu vou fugir"

Damares disse em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta sexta-feira (19), que pretende se aposentar e morar ou em Aracaju, capital de Sergipe, ou em João Pessoa.

"Dessa luta aí eu vou fugir. Eu quero ajudar muito no processo de reeleição do presidente Bolsonaro. Nós precisamos dessa reeleição. Mas eu não serei essa vice", disse Damares, à rádio Arapuan. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo)

Por

A ministra Damares Alves descartou ser candidata a vice-presidente na futura chapa do presidente Jair Bolsonaro, em possível candidatura dele à reeleição. Ela disse em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta sexta-feira (19), que pretende se aposentar e morar ou em Aracaju, capital de Sergipe, ou em João Pessoa.

"Vou ajudar muito nesse período, mas eu preciso cuidar de umas coisas pessoais. Eu quero me aposentar, me ausentar, tenho uma instituição que cuida de crianças indígenas, eu quero voltar para a minha instituição", disse a ministra.

Damares disse que vai ajudar na candidatura à reeleição do presidente, mas que tem outros nomes na equipe do Governo Federal que têm um bom trabalho e podem ser escolhidos como vice de Bolsonaro.

Saiba mais

"Dessa luta aí eu vou fugir. Eu quero ajudar muito no processo de reeleição do presidente Bolsonaro. Nós precisamos dessa reeleição. Nós não conseguimos executar ainda tudo que nós queremos para o Brasil. Porque quando a gente chegou em 2019 a gente tinha um planejamento de 2018. E nós fomos obrigados a gastar o dinheiro que em 2018 o Congresso estabeleceu. Aí quando a gente vai fazer as nossas entregas em 2020, que seria o ano do governo Bolsonaro, a gente tem uma pandemia que já está se estendendo para o segundo mês de 2021. Então o governo Bolsonaro não mostrou ainda tudo o que a gente quer fazer. Então a gente precisa de mais quatro anos para mostrar para o Brasil as grandes transformações. A gente precisa muito dessa reeleição do presidente. Mas eu não serei essa vice", sentenciou Damares.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Bolsonaro circula sem máscara e chama de 'absurdo dos absurdos' decisão do STF que permitiu fechamento de igrejas

Cotado para presidência da OAB-PB, Raoni Vita diz que é um soldado da classe e critica 'letargia' da atual gestão: "nunca se viu tantos abusos contra a advocacia"

Senadora Nilda Gondim se posiciona a favor da CPI da Pandemia: ''acho muito certo''

Senadora Nilda Gondim é contra aquisição de vacinas pelo setor privado: ''Só se fosse para entregar ao SUS''