Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Editoria sobre Política ir para editoria →

ao Ministério das Minas e Energia

Efraim Filho cobra inicio das Obras de parques eólicos na PB

Piauí e Pernambuco já estão com obras em estágio avançado

O deputado federal paraibano Efraim Filho (Democratas), informou que estará cobrando formalmente ao Ministério  das Minas e Energia o inicio das obras dos  três parques eólicos contemplado no Leilão A-5 pela a Força Eólica do Brasil, empreendimento conjunto formado pelos grupos Neoenergia e Iberdrola.

Efraim Filho questionou o fato das obras de parques eólicos em outros Estados, como o Piauí e Pernambuco, já estarem em estágios avançados e na Paraíba que também foi contemplada essas obras ainda não acontecem. "A Paraíba não pode ser deixada de lado, não pode ser a última da fila, estaremos cobrando do Governo Federal o inicio dessas obras, estaremos mais uma vez defendendo os interesses da nossa terra e a geração de emprego e renda tão esperada pelo nosso povo" afirmou.

Com potência de 30 megawatts cada, até 2019. Os parques Lagoa I e II e Canoas vão funcionar nas cidades de São José do Sabugi, Santa Luzia e Junco do Seridó, totalizando a geração de 90 megawatts. Informou Efraim.

As empresas vão investir 150 milhões de euros (US$ 186 milhões) de acordo com projeto. Segundo a Neoenergia, com estes novos empreendimentos, a Força Eólica totalizará 16 parques de geração de energia a partir dos ventos no Nordeste, alcançando uma capacidade combinada de 462 megawatts, o equivalente ao consumo de 873 mil lares.

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Vereadores de João Pessoa aprovam LOA 2016 e crédito de R$ 400 milhões

Vereadores barram aumento no tempo de carência da Zona Azul

CMJP dispensa obras de artes em prédios públicos estaduais e federais

Formação de comissão de impeachment de prefeita provoca confusão em Câmara