Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Editoria sobre Política ir para editoria →

Para escolas

Licitação de R$ 3 milhões para compra de material de higiene da PMJP é julgada irregular

O procedimento licitatório 09006/16 destinava mais de R$ 3 milhões à aquisição de produtos de higiene pessoal para escolas do município

A Diretoria de Fiscalização da Corte deve verificar o contrato, no valor de R$ 1,3 milhão, resultante do procedimento licitatório (Foto: Walla Santos)

Uma licitação da Secretaria de Educação e Cultura de João Pessoa foi considerada irregular pela 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) em sessão nesta quinta-feira (28). O procedimento licitatório 09006/16 destinava mais de R$ 3 milhões à aquisição de produtos de higiene pessoal para escolas do município.

O conselheiro Fernando Catão, relator do processo, propôs em seu voto o envio dos autos à Diretoria de Fiscalização da Corte para verificação de contrato, no valor de R$ 1,3 milhão, resultante do procedimento licitatório, feito na modalidade pregão eletrônico. Os demais conselheiros da 1ª Câmara acompanharam a propositura votando favoravelmente.

De acordo com o documento que originou o processo, a fonte dos recursos da licitação para pagamento do contrato foi proveniente de Transferência do FUNDEB, Transferência de Recursos do FNDE e Recursos Ordinários.

A proposta vencedora deste procedimento licitatório foi da empresa Tutto Limp. De acordo com o TCE-PB, ainda cabe recursos sobre a decisão. 

De acordo com a Prefeitura de João Pessoa, não houve irregularidade na licitação, realizada em 2016. A Secretaria de Comunicação (Secom) informou que o problema se deu porque a administração teria esquecido de apresentar o extrato da licitação publicado no Diário Oficial da União, dentre os documentos comprobatórios exigidos pelo TCE. A PMJP afirma ter havido essa publicação e vai recorrer ao tribunal, apresentando-a, até a próxima segunda-feira, para tentar reverter a decisão. 

Acompanhe mais notícias do ClickPB nas redes sociais:
 FacebookTwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a redação do ClickPB: 
Telefone: (83) 99624-4847
WhatsApp: (83) 99624-4847
E-mail: redacao@clickpb.com.br

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Vereadores de João Pessoa aprovam LOA 2016 e crédito de R$ 400 milhões

Vereadores barram aumento no tempo de carência da Zona Azul

CMJP dispensa obras de artes em prédios públicos estaduais e federais

Formação de comissão de impeachment de prefeita provoca confusão em Câmara