Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Intimação

Polícia Federal diz que Boulos ameaçou Bolsonaro, abre investigação e marca depoimento

Boulos terá que se apresentar na superintendência da Polícia Federal em São Paulo no dia 29, às 16 horas.

Boulos é acusado de "ameaçar" o presidente Jair Bolsonaro por ter publicado no Twitter um comentário sobre o presidente. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Federal intimou o ex-candidato a prefeito de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL-SP) para prestar depoimento em um inquérito aberto para investigá-lo com base na Lei de Segurança Nacional.
Ele terá que se apresentar na superintendência da PF em São Paulo no dia 29, às 16 horas.

Boulos é acusado de "ameaçar" o presidente Jair Bolsonaro por ter publicado no Twitter um comentário sobre o presidente.

Em abril de 2020, depois de participar de um ato em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília, em que os manifestantes pediam intervenção militar, Bolsonaro afirmou: "Eu sou a Constituição". A declaração remeteu a frase atribuída a Luís 14, rei da França por 72 anos no século 17: "O Estado sou eu".

Boulos então escreveu: "Um lembrete para Bolsonaro: a dinastia de Luís XIV terminou na guilhotina...".

Bolsonaro ficou contrariado. E o deputado José Medeiros (Pode-MT), ligado ao presidente, representou contra Boulos no Ministério da Justiça.

Por determinação do então ministro da Justiça, André Mendonça, a PF abriu um inquérito contra o líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto). E agora o intimou para depor.

"É uma perseguição política vergonhosa", diz Boulos. Ele deve comparecer à PF acompanhado por seu advogado, Alexandre Pacheco Martins.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Deputado Wilson Santiago é afastado do comando do PTB na Paraíba

Prefeitura de Brejo do Cruz é alvo de inquérito acusada de comprar combustível para transporte escolar mesmo com aulas suspensas

Vereadora desabafa na Câmara de Sousa e diz ser ameaçada por ex-assessor: "se eu pudesse andar com uma '12' na mão, eu andaria"

Nilvan Ferreira pode ir para PSDB, mas aguarda conversa com Veneziano: “no momento certo resolvo minha vida no MDB e meu destino partidário”