Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Religião

Editoria sobre Religião ir para editoria →

Missa marca Dia do Padroeiro dos Jornalistas em Campina

As homenagens ao santo protetor dos jornalistas já é uma tradição em Campina Grande, numa iniciativa do padre Acírio, que por muitos anos dirigiu a Paróquia de

 
A Paróquia de Santa Rosa de Lima, no bairro de Santa Rosa, festeja neste domingo (24), o Dia de São Francisco de Sales, bispo e doutor da igreja e Padroeiro dos Jornalistas e Escritores Católicos. A celebração será presidida pelo padre José Acírio de Medeiros, a partir das 8 horas.

As homenagens ao santo protetor dos jornalistas já é uma tradição em Campina Grande, numa iniciativa do padre Acírio, que por muitos anos dirigiu a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no bairro da Palmeira. Transferido para a recém criada Paróquia de Santa Rosa de Lima, o religioso decidiu manter a tradição. Mais uma vez, ele espera a participação de profissionais da imprensa paraibana.

Francisco de Sales, primogênito dos treze filhos dos Barões de Boisy, família devota de São Francisco de Assis, nasceu no castelo de Sales, na Sabóia, em 21 de agosto de 1567. A sua mãe se ocupava pessoalmente da educação de todos os filhos. Para cada um escolheu um preceptor. O de Francisco era o padre Deage, que o acompanhou até sua morte, inclusive em Paris, onde o jovem barão fez os estudos universitários, no Colégio dos jesuítas.

O religioso destacou-se como diretor espiritual, pela sabedoria dos seus escritos. Ele e Santa Joana Francisca de Chantal, de quem foi diretor espiritual, criaram a Ordem da Visitação, uma Ordem religiosa contemplativa. Foi também diretor espiritual de São Vicente de Paulo. Tornou-se uma figura líder da Reforma Católica também chamada de "Contra-reforma" e ficou famoso pela sua sabedoria e ensinamentos.

Em 1609, seus escritos (cartas, pregações) foram reunidos e publicados com o título "Introdução à vida devota" ou "Filotéia", que é a sua obra mais importante e editada até hoje.

Outra obra que também é ainda editada é o "Tratado do Amor de Deus", fruto de sua oração e trabalho. Estes dois livros são considerados clássicos espirituais. Além destas obras, a coletânea de cartas, pregações e palestras alcança 50 volumes. A popularidade e o valor destes escritos fez com que fosse considerado padroeiro dos escritores católicos. A escolha de seu nome foi feita pelo Papa Pio IX.

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Programação de Natal da Arquidiocese começa no dia 24 com a Hora Santa

Papa aprova canonização de madre Teresa de Calcutá

Igreja Católica devolve direitos sacerdotais a Padre Cícero