Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Fiscalização

Hospital de Santa Rita pode ser interditado por falta de médicos na urgência e emergência

O CRM-PB deu prazo até sexta-feira (15) para que o problema seja resolvido. Caso contrário, o órgão irá interditar eticamente os médicos que trabalham no setor de urgência do hospital.

O hospital foi alvo de fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), na tarde desta terça-feira (12). (Foto: Divulgação/CRM-PB)

Por

O Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho, em Santa Rita, pode ser interditado caso a direção não resolva o problema da falta de médicos para a urgência e emergência nas terças-feiras e sábados. A unidade hospitalar foi alvo de fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), na tarde desta terça-feira (12).

O CRM-PB deu prazo até sexta-feira (15) para que o problema seja resolvido. Caso contrário, o órgão irá interditar eticamente os médicos que trabalham no setor de urgência do hospital.

"Um hospital daquele porte não pode ficar sem médicos na urgência durante dois dias da semana. Quando chega um paciente, os outros profissionais têm que encaminhar para outro hospital. Isso é inadmissível", destacou o diretor de fiscalizaçaõ do CRM-PB, João Alberto Pessoa.

O Conselho disse que o hospital sofre com a escassez de recursos há meses. É uma instituição filantrópica, que recebe recursos de doações, do Ministério da Saúde, através do SUS, e da Prefeitura de Santa Rita. De acordo com a direção do hospital, o repasse dos recursos pela Prefeitura vem sendo feito regularmente e em dia, no entanto, são insuficientes para cobrir os custos do hospital, o que vem gerando dívidas com fornecedores.

No mês de julho, a situação caótica do hospital foi tema de audiência na Promotoria de Santa Rita, envolvendo a direção do hospital, o prefeito, a Secretaria de Saúde, o CRM-PB e o Ministério Público. “Apesar da gravidade da situação do hospital há tanto tempo, ele ainda sofre com a falta de recursos”, destacou o diretor do CRM-PB.

Importância do hospital

O Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho atende cerca de 3,7 mil pacientes por mês, oferecendo serviços em obstetrícia, cirurgia geral, clínica médica, UTI e ambulatório de urgência. Possui 101 leitos conveniados com o SUS, sendo 34 para maternidade, 46 para clínica médica, 12 para cirúrgia e 8 para UTI. Ainda atende 120 pacientes por dia no setor de imagens, realizando raio X, ultrassonografia, tomografia, além do laboratório de análises clínicas.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Hospital de Trauma de Campina Grande realiza nova captação para doação de órgãos

Homem doa testículo ao irmão gêmeo para que ele possa ter filhos; caso é 3º da história

Governador sanciona lei que assegura direito de pessoas com deficiência terem acompanhantes em hospitais

Pesquisadores do MIT desenvolvem pílula anticoncepcional de dose única