Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Recomendação

Luciano Cartaxo ignora e-SUS e veta prontuário eletrônico em João Pessoa

O veto do projeto ignora a recomendação inclusive do Sistema e-SUS Atenção Básica, que tem como uma das prioridades a informatização e o sistema integrado.

A matéria, proposta pelo vereador Leo Bezerra, havia sido aprovada na Câmara Municipal de João Pessoa (Foto: Reprodução)

Por

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, vetou totalmente o projeto de Lei que previa a implantação de prontuário eletrônico na rede pública de saúde. A matéria, proposta pelo vereador Leo Bezerra, havia sido aprovada na Câmara Municipal de João Pessoa.

O veto do projeto ignora a recomendação inclusive do Sistema e-SUS Atenção Básica, que tem como uma das prioridades a informatização e o sistema integrado. A adoção do prontuário eletrônico pelos municípios é uma recomendação do Ministério da Saúde desde 2016. O objetivo principal é informatizar o fluxo de atendimento do cidadão realizado pelos profissionais de saúde.

Apesar da necessidade de implantação do sistema, de acordo com o próprio Ministério da Saúde, o prefeito Luciano Cartaxo decidiu vetar o projeto de lei que possibilitaria essa informatização.

A informatização desses processos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) pode trazer benefícios importantes como: acesso rápido às informações de saúde e intervenções realizadas; melhoria na efetividade do cuidado e possível redução de custos com otimização dos recursos, além de aprimorar e automatizar o processo de envio de informações da AB para o Ministério da Saúde, impactando na qualificação dos sistemas de informações. Ou seja, a implantação do prontuário eletrônico traz benefícios, ao mesmo tempo, para gestores, profissionais de saúde e cidadãos.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Vice-presidente do CRM, que acumula cargos nas prefeituras de CG, Ingá e Queimadas, é alvo de inquérito civil

Servidores do Trauma recebem pagamento da rescisão na próxima semana

Justiça proíbe que médicos especialistas da Policlínica São Luiz atendam sem registro

Boletim da Unimed mostra evolução do quadro clínico de Lucélio Cartaxo