Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cultura

Editoria sobre Cultura ir para editoria →

Decisão

Juíza suspende músicas no São João de Campina Grande

ECAD ingressou com ação contra a Aliança Comunicação e Cultura LTDA e o Município de Campina Grande, por direitos autorais.

A suspensão, segundo a magistrada, se dará enquanto não providenciada a devida autorização perante o ECAD (Foto: Reprodução)

Por

A juíza da 2ª Vara de Fazenda Pública de Campina Grande, Ana Carmem Pereira Jordão Vieira, concedeu pedido de tutela inibitória determinando a imediata suspensão de obras musicais, lítero-musicais e fonogramas durante “O Maior São João do Mundo – Edição 2018”, programado para acontecer no período de 8 de junho a 8 de julho, em Campina Grande. A suspensão, segundo a magistrada, se dará enquanto não providenciada a devida autorização perante o ECAD - Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, que ingressou com ação contra a Aliança Comunicação e Cultura LTDA e o Município de Campina Grande, por direitos autorais. 

Na decisão, a juíza determina que o Município de Campina Grande se abstenha, imediatamente, de realizar qualquer repasse à empresa Aliança Comunicação e Cultura LTDA, enquanto não for comprovado o cumprimento da obrigação autoral determinada na decisão. 

A magistrada determinou, ainda, o bloqueio dos ativos financeiros da Aliança Comunicação, via plataforma BACEN-JUD, no valor de R$ 598 mil,  referente a 10% do contrato firmado com a prefeitura, a título de licença para execução de obras artísticas musicais em respeito à Lei de Direitos Autorais. Mas desde já, em caso de descumprimento da medida, a juíza decidiu arbitrar multa diária de R$ 30 mil à empresa, podendo alcançar o patamar de até R$ 900 mil.

A autora da ação, a ECAD, alega que o Município teria adjudicado pelo valor de R$ 2.990.000,00, após processo licitatório correspondente, à empresa Aliança Comunicação e Cultura Ltda, a execução de “O Maior São João do Mundo – Edição 2017”, ocorrido entre os dias 02 de junho a 02 de julho do ano passado, através do Contrato n.° 2.07.001/2017. 

“Ocorre que, em petição de ID 14372092, noticia o autor que teria o referido Contrato firmado entre os demandados (contrato n.° 2.07.000/2017) sofrido aditamento, no qual restou prorrogada por 12 meses a contratação anteriormente firmada entre a Municipalidade demandada e a empresa Aliança Comunicação e Cultura Ltda, para a realização dos festejos juninos no ano em curso (O Maior São João do Mundo – Edição 2018), cuja avença foi acrescida o valor do Contrato n.° 2.07.001/2017 inicialmente firmado em R$ 2.990.000,00, passando a ser R$ 5.980.000,00”, explica a parte autora do processo. 

Segundo o ECAD, a Aliança e a prefeitura teriam deixado de diligenciar frente ao ECAD a prévia e expressa autorização para uso do repertório protegido pelos direitos autorais em reiterado descumprimento com a Lei n.° 9.610/98.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Black Eyed Peas e Pink vão tocar no Rock in Rio 2019

Orquestra de Violoncelos da UFPB inaugura espaço de artes plásticas no Conde

Shuri, irmã do Pantera Negra, ganha sua própria série de quadrinhos

Pólvora Cultural tem bandas Flávio e Madalena Momog neste domingo