Mistério

Sem trabalhadores: obras de triplicação da BR-230 têm aspecto de paralisação na Grande João Pessoa

Conforme apurado pelo ClickPB, as obras de triplicação da BR-230 começaram em 2017 e estavam orçadas em R$ 255.499.965,86.

Obra de triplicação da BR-230, em Cabedelo. (foto: Joaquim Neto/ClickPB)

Obra de triplicação da BR-230, em Cabedelo. (foto: Joaquim Neto/ClickPB)

Ao menos pelo segundo dia consecutivo, quem passou pelo trecho da BR-230 entre os bairros do Renascer e Intermares, em Cabedelo, nesta terça-feira (14) se deparou com um cenário de paralisação nas obras de triplicação da rodovia.

Conforme trouxe o ClickPB, nas últimas semanas as ações estavam ocorrendo normalmente com maquinários e diversos trabalhadores às margens da rodovia, porém ao menos desde a última sexta-feira (10) moradores da região têm relatado diminuição no ritmo da obra.

A situação preocupa, além de residentes na região, os comerciantes. Devido a triplicação, várias lojas estão com o acesso prejudicado, o que diminui o número de clientes.

Como trouxe o ClickPB, ela já se arrasta pelo terceiro governo seguido e a expectativa agora é que ela possa ser finalizada até 2026.

A estrutura é necessária para viabilizar maior aporte de escoamento de cargas e proporcionar mais mobilidade para o tráfego intenso de veículos de pequeno e grande porte, principalmente por ser rota portuária que liga ao Porto de Cabedelo.

Ao todo, serão construídos dois viadutos, oito passarelas, 3,3 quilômetros de vias laterais e mais 3,3 quilômetros de triplicação. Tudo isso compreenderá do quilômetro 2 ao 13,8 dos 28 quilômetros previstos da obra total.

Obra de triplicação da BR-230, em Cabedelo.
Obra de triplicação da BR-230, em Cabedelo. (foto: Joaquim Neto/ClickPB)

Conforme apurado pelo ClickPB, as obras de triplicação da BR-230 começaram em 2017 e estavam orçadas em R$ 255.499.965,86.

Até a etapa atual do empreendimento, o DNIT informou que foram investidos R$ 51 milhões (valor considerado sem a atualização monetária e já somados valores gastos com o Exército e o Consórcio Construcap/Copasa, que abandonou a triplicação em 2019).

Em agosto do ano passado, o Governo Federal liberou novos valores para a obra. Além dos R$ 151 milhões liberados com nova ordem de serviço, a triplicação também vai contar com outros R$ 300 milhões, que serão investidos até 2026, prazo de término da obra.

O que diz o DNIT

Desde ontem (13) o ClickPB tenta contato com o DNIT para saber se a diminuição no ritmo das obras faz parte do cronograma das ações ou se houve algum imprevisto, no entanto, até o momento não obteve resposta.

Em entrevista ao programa Correio da Manhã, na rádio 98 FM, o superintende do órgão federal, Arnaldo Monteiro, negou que a obra estivesse paralisada e declarou que nesta terça-feira (14) está prevista uma reunião com a construtora responsável para liberação de um desvio.

“Não existe obra parada. Não existe problema de descontinuidade de triplicação da BR-230, agora é um processo natural de se deslocar máquina para um canto porque não está sendo mais necessário naquele local”, disse.

“Estamos nesse momento na conclusão de toda a drenagem do setor”, citou.

Ao ser questionado, após ouvintes encaminharem mensagens informando que não havia hoje (14) trabalhadores na área, Monteiro garantiu que irá ao local verificar como está o andamento e garantiu que os recursos da obra estão em dia.

“Se me passaram informações erradas, se a construtora parou alguma coisa eu terei a ombridade de dizer a vocês até meio-dia como está realmente. A informação que eu tenho é que a obra está normal. Agora, eu não sou homem de falar inverdades. Eu vou in loco ver toda essa situação agora pela manhã. Porque recursos tem, determinação de fazer a obra tem, então não há nenhuma justificativa se tiver havendo algum transtorno de continuidade de obra”, explicou.

COMPARTILHE

Bombando em Cotidiano

1

Cotidiano

Passageiros descem de ônibus após veículo ficar sem força para subir ladeira em João Pessoa

2

Cotidiano

Criança acerta números da Mega-Sena, mas perde prêmio de quase R$ 50 milhões após pais esquecerem de jogar aposta

3

Cotidiano

Trens da Grande João Pessoa não funcionam na próxima segunda

4

Cotidiano

FOTOS E VÍDEOS: São João de Galante, em Campina Grande, tem grande público e congestionamento impressiona

5

Cotidiano

Violência contra idosos cresce no país, aponta Ipea, e especialista destaca legislação que assegura direitos