Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Prisão

Caminhoneiro que disse "achar pouco" morte de agentes da PRF é preso

O motorista divulgou a comemoração pelo aplicativo de mensagem e acabou detido em Hidrolândia (GO).

No áudio, que parece ter sido destinado a um grupo, o caminhoneiro comenta o ocorrido com os agentes Márcio Hélio Almeida, de 53 anos, e Raimundo Bonifácio do Nascimento, 43 (Foto: Reprodução)

Por

Um caminhoneiro foi preso depois de supostamente celebrar, em um áudio de WhatsApp, o assassinato de dois policiais rodoviários federais durante o trabalho. Os profissionais foram mortos a tiros enquanto patrulhavam em uma BR em Fortaleza (CE). O motorista divulgou a comemoração pelo aplicativo de mensagem e acabou detido em Hidrolândia (GO).

Na mensagem, ele se queixa das fiscalizações da corporação e diz que a PRF não deixa os caminhoneiros trabalhar. “Eu acho é pouco. Morreu só dois?”, questiona, logo no início. Segundo o motorista, a corporação deveria passar por uma “limpeza”. Na sequência, ele diz que os agentes implicam “com tudo”.

“É bom pra ver se quietam o facho”, dispara o caminhoneiro, antes de proferir xingamentos contra policiais da corporação. O motorista de caminhão foi preso por apologia do crime e porte de maconha. Os assassinatos aconteceram na manhã desta quarta-feira (18), no Ceará. Um homem atacou os agentes Márcio Hélio Almeida de Sousa, 53 anos, e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho, 43, durante uma abordagem policial.

O autor dos diparos caminhava pela rodovia, e os policiais rodoviários decidiram tirá-lo do local para evitar um atropelamento. Quando foi abordado, ele entrou em luta corporal com os agentes e os baleou.

Nota de pesar
De acordo com a nota de pesar divulgada pela corporação, Márcio Hélio Almeida de Sousa trabalhava na instituição havia 15 anos. Ele deixou mulher e um filho. Márcio “nasceu em Baturité (CE), e atuou em diversos setores da PRF, com lotação no Ceará e em Roraima”, informou a PRF.

Já Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho era policial rodoviário federal havia 17 anos. Ele deixou a mulher e duas filhas. Raimundo “ingressou na PRF em 2005. Ele é natural de Viçosa (CE), e atuou nos estados do Maranhão, Roraima e Ceará”, afirmou a instituição.

“A PRF apura o caso em conjunto com as demais forças de segurança responsáveis, tendo sido criado um gabinete de crise para acompanhamento da ocorrência. O falecimento dos nossos policiais entristece toda a instituição. Manifestamos nossa sincera solidariedade e irrestrito apoio à família, desejando conforto também a familiares e amigos neste momento de dor”, encerra a nota de pesar.

De acordo com a corporação, o caminhoneiro assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência,  comprometendo-se a responder na Justiça por apologia do crime e posse de drogas. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Colisão entre moto e carro de funerária na BR-230, em Campina Grande, deixa uma pessoa morta

Criminosos arrombam farmácia na Avenida Epitácio Pessoa, na Capital

Polícia Civil prende suspeito de matar amigo em bar com facadas no pescoço em Areial

Morre no hospital sobrevivente de acidente entre ambulância e carros em Sumé