Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Após 6 anos

Empresário acusado de mandar matar padrinhos no casamento será julgado

O julgamento vai ocorrer após seis anos de recursos para postergar o trâmite e diminuir o clamor popular.

O suspeito está preso desde o ocorrido, e recorreu ao Tribunal de Justiça, ao STJ e ao STF para não ser julgado a júri popular. (Foto: Reprodução)

Por

O empresário Nelsivan Marques de Carvalho será julgado nesta segunda-feira (9), no Tribunal do Júri. Ele é suspeito de mandar matar Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira, no dia de seu próprio casamento. As vítimas eram padrinhos do casamento.

O julgamento vai ocorrer após seis anos de recursos para postergar o trâmite e diminuir o clamor popular.

O suspeito está preso desde o ocorrido, e recorreu ao Tribunal de Justiça, ao STJ e ao STF para não ser julgado a júri popular.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, as vítimas chegaram no local de festa e deixaram um vigia responsável pelo veículo.

Ao fim da cerimônia, o casal foi assassinado quando se dirigia ao local onde o veículo foi estacionado.

As vítimas teriam sido mortas para que o suspeito mandante do crime assumisse o controle de uma faculdade particular da cidade.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Polícia Federal deflagra segunda fase de operação contra exploração ilegal de recursos minerais na PB

Polícia apreende maconha cultivada em quintal da casa de adolescente em Bayeux

Trio é preso suspeito de dar chicotadas em mulher e gravar vídeo para traficante na Paraíba

Laudo aponta que potiguar de 16 anos encontrada morta na Paraíba foi estuprada, diz polícia