Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Para casa

Justiça decide soltar Marvin Henriques com tornozeleira

A decisão de revogar a prisão preventiva do jovem foi da juíza Francilúcia Rejane de Souza, do 2º Tribunal do Júri, a mesma juíza que manteve a prisão dele na audiência de custódia

Jovem é suspeito de ter incentivado crime ocorrido na Espanha (Foto: Divulgação)

Por

A Justiça decidiu libertar, no fim da tarde desta quarta-feira (30), Marvin Henriques Correia, suspeito de ter trocado mensagens de Whatsapp com o suposto autor da chacina de uma família na Espanha. Ele vai responder ao processo em liberdade, usando tornozeleira eletrônica. Marvin ficará recolhido em casa todos os dias das 22h às 6h (horário local) e terá que comparecer mensalmente em cartório.

Marvin estava preso no Complexo Penitenciário Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1, em Jacarapé, desde o dia 28 de outubro. 

A decisão de revogar a prisão preventiva do jovem foi da juíza Francilúcia Rejane de Souza, do 2º Tribunal do Júri, a mesma juíza que manteve a prisão dele na audiência de custódia.

O advogado do jovem, Sheyner Asfora, disse que Marvin preenche todos os requisitos para que responda ao processo em liberdade, porque ele não apresenta perigo à sociedade ou à ordem pública e o fato de ele estar solto não vai atrapalhar a ação penal.

O estudante foi indiciado pela Polícia Civil da Paraíba como partícipe na morte de Marcos Campos Nogueira, a última vítima da chacina. O delegado Reinaldo Nóbrega disse que quando os dois jovens começaram a trocar mensagens, Patrick Gouveia, acusado dos assassinatos, já teria matado Janaína e os dois filhos. O inquérito foi concluído no dia 7 de novembro. Para o delegado, Marvin incentivou o crime contra Marcos Campos. O estudante foi preso pela Polícia Civil no dia 28 de outubro. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Incêndio atinge depósito de pallets em Santa Rita

Acidente envolvendo moto e caminhão deixa uma pessoa morta em João Pessoa

Técnica de enfermagem esfaqueada pelo ex-companheiro recebe alta do Hospital de Trauma

Pedreiro é assassinado a tiros enquanto trabalhava em obra no bairro do Bessa