Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Caso Patrícia

Namorada de Jonathan dá declaração diferente à polícia e revela que ele também tinha caso com travesti em Mangabeira

A namorada de Jonathan relatou que eles passaram o sábado e o domingo usando drogas em uma casa em Mangabeira.

Delegada falou sobre a declaração da companheira de Jonathan em entrevista coletiva (Foto: Reprodução)

Por

A namorada de Jonathan Henrique, acusado de matar Patrícia Roberta, deu à polícia uma declaração diferente da que havia dado à imprensa nessa terça-feira(27). Em entrevista, ela havia dito que passou o fim de semana com Jonathan, no apartamento em que costumava viver com ele, e não tinha visto Patrícia no local. À polícia, porém, ela disse que passou o sábado e o domingo com Jonathan, mas em uma casa em Mangabeira. A casa seria de uma travesti com quem Jonathan mantinha um relacionamento. 

A informação foi revelada pela delegada Emília Ferraz em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (28). Segundo a delegada, a namorada de Jonathan relatou que eles passaram o sábado e o domingo usando drogas nesta casa. Os horários batem com o período em que Patrícia Roberta ficou trancada no apartamento de Jonathan.

A jovem namorada de Jonathan afirma que está grávida de cinco meses e que o rapaz é o pai da criança. Por isso, ela chegou a dizer em entrevista que tinha parado de usar drogas, mas na declaração feita à polícia, a história foi diferente.

Ela chegou a dizer que os livros de magia negra encontrados no apartamento de Jonathan pertenciam a ela. ''Gosto de ler sobre outras religiões'', disse. Junto com os livros, a polícia também encontrou uma lista com os nomes de várias mulheres, entre eles o de Patrícia Roberta e também o da namorada de Jonathan. A lista está sendo periciada.

Questionada se a namorada de Jonathan poderia estar envolvida no crime que resultou na morte de Patrícia Roberta, a delegada Emília Ferraz afirmou que isso será investigado e nenhuma possibilidade foi descartada ainda.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Policiais suspeitos de envolvimento na morte de empresário de Cajazeiras são soltos após determinação da Justiça

Polícia Civil apreende adolescentes e 30kg de maconha em ação contra o tráfico em Cabedelo

Adolescente é detido após arrombar agência bancária e tentar violar caixa eletrônico em João Pessoa

Mulher fica ferida após ser esfaqueada pelo companheiro em Cabedelo