Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Confessou

Padrasto nega ter cometido abuso sexual contra Júlia e diz que matou por receio de que menina fizesse algum mal por causa de gravidez da mãe

A menina desapareceu na última quinta (7), no bairro de Gramame, em João Pessoa, e o suspeito confessou, hoje, que a matou e jogou o corpo em um 'cacimbão' próximo à casa da família.

O homem disse também que matou a menina com receio de que ela fizesse algum mal por causa da gravidez da mãe dela, Josélia Araújo. (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Por

O padrasto de Júlia, Francisco Lopes, negou que tenha cometido abuso sexual contra a enteada, segundo informou ao ClickPB o delegado Rodolfo Santa Cruz, da Polícia Civil da Paraíba. O homem disse também que matou a menina com receio de que ela fizesse algum mal por causa da gravidez da mãe dela, Josélia Araújo, versão que não convence a polícia.

A menina desapareceu na última quinta-feira (7), no bairro de Gramame, em João Pessoa, e o suspeito confessou, hoje, que a matou e jogou o corpo em um 'cacimbão' próximo à casa da família.

Os familiares, inclusive o pai biológico, a madrasta e outros parentes que vieram de Curitiba, estavam em buscas por Júlia, com a divulgação de cartazes e até oferta de recompensa para quem ajudasse a encontrá-la.

Uma perícia foi feita no local onde um corpo, que pode ser o de Júlia, foi encontrado. O cadáver, em estado de decomposição, deve passar por exames, como o de DNA, para identificação e confirmação de que se trata do corpo da menina que estava desaparecida.

Saiba mais


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Operação 'Luz na Infância' combate abuso e exploração sexual infantil na Paraíba e mais doze estados

Polícia Civil prende suspeito de causar incêndio e manter mulher em cárcere privado na Paraíba

Colisão deixa dois carros destruídos no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa

Incêndio em galpão de reciclagem em Patos pode ter sido causado por fogos de artifícios de festejos juninos