Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Notícias Policiais

Editoria sobre Policial ir para editoria →

Operação Vikare

Polícia Federal prende primo de Alcolumbre no Amapá com 'grande quantidade de dinheiro', segundo delegado

Isaac Alcolumbre, segundo o policial, é dono de um aeródromo certificado por onde transitariam aviões do tráfico internacional de drogas provenientes da Venezuela e da Colômbia.

Operação Vikare — quantia em dinheiro apreendida pela PF. (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Por

SÃO PAULO, SP, E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — A Polícia Federal do Amapá prendeu na manhã desta quarta-feira (20) Isaac Alcolumbre, primo do senador Davi Alcolumbre.

Segundo o superintendente da PF no estado, Anderson de Andrade Bichara, ele foi preso com uma grande quantidade de dinheiro, "que ainda está sendo contada". Os recursos foram apreendidos na casa de Isaac.

"É muita coisa", diz Bichara.

Isaac Alcolumbre, segundo o policial, é dono de um aeródromo certificado por onde transitariam aviões do tráfico internacional de drogas provenientes da Venezuela e da Colômbia.

"O aeródromo servia de base para a rota do tráfico", diz ele.

A PF cumpriu 52 mandados de busca e apreensão e 23 de prisão preventiva.
Isaac Alcolumbre é primo de primeiro grau de Davi Alcolumbre. Ele já foi deputado estadual no Amapá. Sua família é criadora de búfalos.

Isaac é filho de Salomão Alcolumbre, irmão da mãe de Davi, Julia Alcolumbre.

A família é numerosa: Julia tem nove irmãos, que são tios de Davi Alcolumbre, e mais de 30 sobrinhos, que são primos do senador.

Apesar da quantidade de primos e de não poder ser responsabilizado por atitudes de familiares, a operação tem o potencial de trazer constrangimentos para Davi Alcolumbre em um momento de forte embate com o governo de Jair Bolsonaro.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Alcolumbre tem se negado a marcar uma data para a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Tiros disparados perto de bar no Cuiá, em João Pessoa, causam pânico em clientes que assistiam à final da Libertadores

Polícia apreende máquinas de jogos de azar em três bairros de Campina Grande

Polícia apreende adolescente suspeito de integrar quadrilha que invadia casas e torturava moradores em Esperança

Policiais suspeitos de envolvimento na morte de empresário de Cajazeiras são soltos após determinação da Justiça